Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como tratar infecção urinária? Ginecologista explica como prevenir e tratar a doença

Como tratar infecção urinária? Ginecologista explica como prevenir e tratar a doença

A infecção urinária acontece quando bactérias invadem o trato urinário e se multiplicam em regiões como a uretra, a bexiga e os rins. Em alguns casos, beber bastante água e aumentar a frequência urinária já é o suficiente para resolver o problema. Mas, em situações mais graves, pode ser necessário recorrer a remédios para infecção urinária, sempre receitados por um(a) médico(a).

 

A seguir, o ginecologista Alexandre Pupo explica como tratar infecção urinária e o que fazer para prevenir o transtorno.

 

Como curar infecção urinária: tratamento vai depender da gravidade da infecção

 

Os sintomas de infecção urinária incluem vontade frequente de fazer xixi (mesmo quando não há líquido para ser expelido), sensação de peso na bexiga, urina escura e com cheiro forte e dor ou queimação ao urinar. Somente o(a) médico(a) poderá dizer o que fazer para aliviar a dor de infecção urinária após avaliar o quadro individualmente e verificar a gravidade dos sintomas. 

 

  • Infecção urinária na bexiga e na uretra:

 

“Existe a infecção urinária do trato baixo, que afeta a bexiga (cistite) e a uretra (uretrite), e a infecção urinária do trato alto, nos rins (pielonefrite). Normalmente, a cistite e a uretrite ocorrem por uma ascensão de bactérias da região perineal (entre o ânus e a vagina) para dentro da uretra e, dali, para a bexiga”, explica o doutor Alexandre Pupo. 

 

O médico sinaliza que enquanto a bactéria está só na uretra, ingerir mais água e urinar com mais frequência e com jato forte sempre na primeira vontade costuma ser o suficiente para “limpar” o tubo da uretra e resolver o problema. “Mas, quando a bactéria atinge a bexiga, você não consegue mais esse efeito”, ressalta. 

 

Nesse cenário, é importante entrar com antibiótico para infecção urinária (dose única ou contínua). “Existem várias opções de antibiótico, desde tratamentos de dose única até tratamentos de 7 dias”, orienta o ginecologista. Como sempre gostamos de ressaltar, apenas o(a) médico(a) que está te atendendo poderá diagnosticar o seu caso e indicar qual o melhor antibiótico para infecção urinária é indicado para você. 

 

Antissépticos, analgésicos, antiespasmódicos e remédios fitoterápicos também podem ser prescritos para aliviar os sintomas e/ou complementar o tratamento e, assim como o antibiótico, devem ser orientados por um profissional de saúde. 

 

  • Infecção urinária nos rins: 

 

A pielonefrite (infecção urinária nos rins) nem sempre se dá por uma ascensão das bactérias da vagina e do ânus. Às vezes, a condição está associada a uma infecção local. “Bactérias alojadas em alguma outra parte conseguem causar a infecção e, então, ela tende a ser um pouco mais grave, com risco de cair na corrente sanguínea e gerar uma infecção bacteriana no sangue”, alerta o doutor Alexandre. 

 

É por isso que, de acordo com o médico, “a pielonefrite sempre deve ser vista com cuidado e tratada de maneira imediata com antibiótico de maior espectro e por um período maior de duração, para garantir que o rim se ‘limpe’ e volte a funcionar normalmente”. Em casos graves, a internação hospitalar pode ser necessária. 

 

Quanto tempo leva para curar uma infecção urinária?

 

Algumas pessoas querem saber como aliviar infecção urinária imediatamente, mas, não é bem assim que o tratamento funciona. O doutor Alexandre Pupo explica que a melhora é esperada entre 48 a 72 horas após a introdução do antibiótico receitado pelo(a) médico(a). 

 

“Se em 3 dias os sintomas de infecção urinária não tiverem amenizado, pode ser que a bactéria seja resistente àquele antibiótico que está sendo usado. O médico então tem que ser alertado para que faça a troca do antibiótico por um de outra família. Os antibióticos têm famílias e não adianta usar 2 antibióticos da mesma família em um caso como esse”, orienta o ginecologista. 

 

Como tratar infecção urinária naturalmente: é possível? 

 

Não é raro encontrar buscas por remédio caseiro para infecção urinária que não precisa de receita. No entanto, a eficácia de soluções caseiras não é comprovada cientificamente. O único hábito natural que você pode - e deve - adotar para prevenir e tratar a infecção urinária em estágios iniciais é beber bastante água para aumentar a frequência de micção. 

 

“Não há medicação caseira eficaz para tratar a infecção urinária. Mas, quando é muito inicial ali só na entrada da uretra, beber muita água e urinar com frequência pode ser o suficiente para tratar a infecção”, explica o doutor Alexandre.

 

“Nenhum chá para infecção urinária específico vai ser adequado para tratar o transtorno, mas, todos os chás são diuréticos e aumentam a velocidade de produção de urina, fazendo com que a paciente urine com maior frequência e com um maior volume, o que pode ajudar a empurrar as bactérias para fora da uretra e ajudar a diminuir a infecção urinária”, destaca o médico. 

 

O banho de assento para infecção urinária também não funciona. A prática serve para higienizar a região genital e não vai ter nenhum efeito no sentido de curar a infecção urinária, assim como o uso de vinagre, bicarbonato ou limão para infecção urinária. Segundo o ginecologista, “nada disso tem qualquer tipo de eficácia comprovada no tratamento de infecção urinária”. 

 

Suco de cranberry é considerado um remédio para infecção urinária: mito ou verdade? 

 

Existe a crença de que o suco de cranberry tem propriedades que dificultam a aderência de bactérias no trato urinário e, consequentemente, ajudam na prevenção e no tratamento da infecção urinária. Porém, o assunto ainda gera controvérsias. 

 

Segundo o ginecologista, “existem estudos sugerindo os benefícios do cranberry, mas, também existem outros estudos sugerindo que o cranberry não tem nenhum tipo de eficácia em relação a isso”. A prática de consumir ou não o suco com esse propósito fica a critério do(a) paciente. “Mas, em via de regra, não oferecemos mais isso como um tratamento cientificamente comprovado”, esclarece o médico. 

 

O cranberry, ou oxicoco, possui elevado teor de proantocianidinas, substâncias que dificultam a aderência da bactéria Escherichia coli no trato urinário, diminuindo as chances da doença.

 

Como prevenir infecção urinária: beber bastante água e ter uma boa higiene íntima são hábitos fundamentais

 

Para prevenir a entrada de bactérias através da uretra, é essencial fazer a higiene íntima corretamente. “A boa higiene local da região da vulva, vagina e ânus vai fazer com que as bactérias que poderiam causar a infecção urinária não cheguem na uretra, então, o hábito é fundamental para prevenir a infecção urinária”, orienta o ginecologista. 

 

Além disso, “o maior mecanismo de defesa da mulher contra a infecção urinária é beber muita água e urinar, pelo menos, a cada 4 horas. Não segurar a urina na bexiga por mais de 4 horas é uma das ações que nós, ginecologistas, preconizamos a todas as mulheres para diminuir a frequência de infecção urinária”, acrescenta. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Alexandre Pupo Nogueira - ginecologista e obstetra membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, é também mastologista e Membro Titular do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio Libanês

CRM-SP: 84.414

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >