Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como saber se estou ovulando: veja quais são os sinais da ovulação!

Como saber se estou ovulando: veja quais são os sinais da ovulação!

A importância de compreender como e quando a ovulação acontece não deve ser subestimada. Apesar de nem sempre apresentar manifestações, algumas mulheres relatam a presença de alguns sinais da ovulação. Entre os principais, podemos citar um aumento da temperatura basal e o aparecimento de uma secreção vaginal transparente e espessa, semelhante a uma clara de ovo. Veja mais sobre como saber se você está ovulando e aprenda a reconhecer os sintomas desse período!

 

Veja também: Ovulação: 7 perguntas sobre a fase fértil do ciclo menstrual

 

Se você acha que o período ovulatório só deve ser uma preocupação para as mulheres que estão tentando engravidar ou para aquelas que fogem de uma gestação a todo custo, está muito enganada! Estar em sintonia com o próprio ciclo menstrual pode ser de grande ajuda em diversos aspectos, inclusive no convívio com os possíveis sintomas de cada etapa. 

 

Sintomas da ovulação: alguns sinais podem indicar que você está no período ovulatório

 

Os sintomas da ovulação podem passar despercebidos para muitas mulheres. Porém, com um pouquinho mais de atenção, é possível notar os alertas do corpo sobre a chegada do período ovulatório. As principais alterações do organismo associadas a esta fase do ciclo menstrual são a presença de um corrimento transparente e espesso (semelhante a uma clara de ovo) e a elevação da temperatura basal, em até 0,5 graus. Outros indícios, como o aumento da libido, dor na região pélvica (chamada de dor de ovulação) e dores de cabeça, também podem ser percebidos. 

 

Muco cervical pode ser avaliado com uma espécie de “teste de ovulação caseiro”

 

Agora que você já sabe exatamente o que procurar, resta entender como isso deve ser feito na prática. A análise da secreção vaginal transparente e espessa, por exemplo, pode ser realizada através do método do muco cervical ou método de Billings. Esse “corrimento” é gerado pelo corpo feminino para facilitar a mobilidade do espermatozóide no sistema reprodutivo da mulher. Por essa razão, aparece cerca de 4 dias antes do início da ovulação. 

 

Para identificar o muco cervical, a mulher pode introduzir o próprio dedo indicador na vagina e, após retirá-lo, observar o aspecto da secreção. O resíduo deve estar presente em quantidade considerável e apresentar propriedades elásticas. Vale ressaltar que essa espécie de corrimento pode sofrer variações ao longo do mês, por isso, sua análise não deve ser utilizada como garantia de método contraceptivo. 

 

Medição da temperatura basal deve ser feita com um termômetro apropriado

 

A temperatura corporal basal (TCB), que é a temperatura do corpo em repouso, também é considerada um ótimo indicativo de que a ovulação aconteceu. É importante reforçar este detalhe: a TCB aumenta após o período ovulatório, graças à liberação de progesterona característica desta fase do ciclo. Portanto, a informação não é utilizada para determinar quando a ovulação vai ocorrer no futuro. De qualquer forma, é muito válido estar ciente dessas alterações corporais para acompanhar de perto as etapas do seu ciclo menstrual. 

 

Para medir a TCB, é preciso ter bastante disciplina. Recomenda-se o uso de um termômetro especial, mais sensível do que um termômetro doméstico comum. A medição deve ser feita ainda na cama, imediatamente após acordar, antes mesmo de se sentar ou levantar rapidamente. Repita o processo todos os dias, no mesmo horário, e anote fatores externos que possam agir como possíveis variáveis (como mudanças no padrão de sono, consumo de álcool ou medicamentos e doenças). Combinando a elevação da TCB e o aparecimento do muco cervical transparente e espesso, é possível estimar os dias de ovulação. 

 

Kits reagentes vendidos em farmácias podem indicar que a mulher está perto de ovular

    

Outro recurso disponível são os testes de ovulação vendidos em farmácias, que avaliam o nível do hormônio luteinizante (LH) no organismo da mulher. A produção dessa substância atinge um pico entre, em média, 24 a 36 horas antes do período ovulatório. É a chamada “onda LH”. Por isso, os kits reagentes encontrados nas farmácias podem ajudar. O exame contém cinco tiras que devem ser usadas isoladamente em cinco dias consecutivos. Ou seja, não é permitido reaproveitar o material. 

 

Geralmente, o teste é feito através da urina, que deve ser recolhida sempre no mesmo horário, de preferência pela manhã. Após a coleta, basta mergulhar a fita reativa na urina por 3 minutos e aguardar o resultado. Em caso positivo, a ovulação costuma ocorrer 2 dias após o exame. É claro que esse nível hormonal pode ser influenciado por outros fatores. Portanto, não deve ser usado como garantia de fertilidade ou muito menos como método contraceptivo. 

 

Veja também: Dor de ovulação: por que isso acontece?

 

O que significa ovulação?

 

A ovulação é a segunda etapa do ciclo menstrual, ocorrendo entre a fase folicular e a fase lútea, respectivamente. Geralmente, o processo acontece uma vez por mês. Porém, mulheres com o ciclo menstrual muito curto podem ser exceções. Em média, o período ovulatório ocorre entre 12 a 16 dias antes da próxima menstruação, considerando que a duração de um ciclo pode variar entre 23 a 35 dias. 

 

Os altos níveis de estrogênio característicos desta fase do mês estimulam a produção de outras substâncias, incluindo o hormônio luteinizante (LH). O LH, por sua vez, é responsável por liberar o óvulo maduro e possibilitar a fecundação. Esta sequência leva o nome de ovulação. 

 

O óvulo liberado durante a ovulação fica viável para a fertilização por até 24 horas. Após este intervalo de tempo, o endométrio (tecido que reveste as paredes intrauterinas e tem como função preparar o útero para a gravidez) passa por um processo de descamação e dá início à menstruação

 

Ovulação x período fértil: saiba diferenciar

 

Confundir os conceitos de ovulação e período fértil é um equívoco bastante comum e pode ter algumas consequências desagradáveis, como uma gravidez indesejada. Você sabe diferenciar esses dois momentos do ciclo menstrual? Na dúvida, o Só Delas te explica melhor! A ovulação dura, aproximadamente, 6 dias e é caracterizada pela liberação do óvulo maduro em direção à tuba uterina, a fim de possibilitar a fecundação. Já o período fértil é o momento do ciclo em que a mulher tem mais chances de engravidar e, ao contrário do que muitos pensam, não está restrito ao período ovulatório. 

 

Para compreender melhor essa diferença, é preciso levar em consideração por quanto tempo o espermatozóide consegue permanecer viável para a fertilização dentro do sistema reprodutor feminino. Diferente do óvulo, que sobrevive por até 24 horas, a célula reprodutiva masculina pode se manter apta por até 7 dias. Por esse motivo, o período fértil da mulher abrange os cinco dias que antecedem a ovulação e também os dois dias após a mesma. Agora ficou mais claro por que algumas mulheres acabam engravidando ao ter relações sexuais antes da ovulação, né? 


Veja também: Período fértil: saiba as mudanças que ele provoca no corpo

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Endometriose profunda: veja quais são os sintomas e como tratar
    Endometriose profunda: veja quais são os sintomas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como saber se estou ovulando? Conheça os principais sinais
    Como saber se estou ovulando? Conheça os principais sinais
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Como saber se minha menstruação vai descer? Ginecologista lista os sinais que o corpo dá
    Como saber se minha menstruação vai descer? Ginecologista lista os sinais que o corpo dá
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Seu corpo dá sinais quando precisa de uma consulta com o ginecologista. Veja quais são!
    Seu corpo dá sinais quando precisa de uma consulta com o ginecologista. Veja quais são!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como saber se estou ovulando? Preste atenção nos sinais do seu corpo
    Como saber se estou ovulando? Preste atenção nos sinais do seu corpo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como identificar a Síndrome dos Ovários Policísticos: entenda o que é e quais são seus sintomas
    Como identificar a Síndrome dos Ovários Policísticos: entenda o que é e quais são seus sintomas
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • A MÚSICA ME MOVE
    A MÚSICA ME MOVE
    Bruno Mars, John Mayer, Ariana Grande: veja quais são os shows mais aguardados do segundo semestre de 2017
    Bruno Mars, John Mayer, Ariana Grande: veja quais são os shows mais aguardados do segundo semestre de 2017
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    O que é sífilis? Saiba quais são as causas, os sintomas e como é o tratamento da IST!
    O que é sífilis? Saiba quais são as causas, os sintomas e como é o tratamento da IST!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    DST: ginecologista comenta quais são as doenças mais perigosas e como se prevenir
    DST: ginecologista comenta quais são as doenças mais perigosas e como se prevenir
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Quais são os sintomas da primeira menstruação? Saiba como identificar
    Quais são os sintomas da primeira menstruação? Saiba como identificar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Higiene íntima
    Higiene íntima feminina e prevenção de doenças infecciosas: o que você precisa saber
    A higiene íntima feminina é um cuidado indispensável para a saúde da mulher. Além de...
    Higiene íntima feminina e prevenção de doenças infecciosas: o que você precisa saber
  • Saúde da mulher
    INFOGRÁFICO: Sintomas da tpm x sintomas da gravidez
    Os dias que antecedem a chegada da menstruação podem causar um pouco de ansiedade para...
    INFOGRÁFICO: Sintomas da tpm x sintomas da gravidez
  • Menstruação
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
    A cólica menstrual é um dos sintomas da menstruação mais comuns. Sua intensidade varia...
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
  • SE CUIDA!
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
    A infecção urinária geralmente é causada pela entrada de bactérias que se proliferam no...
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
  • VER TODAS >