Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como identificar o corrimento vaginal? Conheça as principais características!

Como identificar o corrimento vaginal? Conheça as principais características!

Você sabe identificar um corrimento vaginal não-saudável? A secreção natural que é liberada pela vagina tem características próprias que são consideradas saudáveis. Quando elas mudam de cor ou odor pode ser um sinal de que algo não vai bem com a saúde íntima. Normalmente as mudanças estão relacionadas a uma infecção vaginal, como a candidíase, devido ao desequilíbrio dos microrganismos que vivem na flora vaginal. A boa notícia é que isso pode ser facilmente diagnosticado por um médico e tratado. Para saber se isso está acontecendo com você, consultamos a ginecologista Paula Bortolai para saber como identificar um corrimento vaginal patogênico.


As características dos corrimentos vaginais

 

Você costuma prestar atenção à secreção vaginal que aparece na sua calcinha ao longo do dia? A hora é essa. De acordo com a ginecologista, a secreção fisiológica é clara ou esbranquiçada, não coça e não possui cheiro forte. A quantidade da secreção e o aspecto variam de acordo com a fase do ciclo menstrual e ela tende a ficar mais fluida e parecida com clara de ovo no período da ovulação. “A secreção patológica normalmente é amarelada ou esverdeada, tem cheiro de peixe podre ou azedo e provoca desconforto ou coceira”, enfatiza a médica.

 

Acho que estou com corrimento. O que fazer?

 

Para a médica, ao perceber alterações na secreção natural da vagina, a paciente deve procurar um ginecologista para que ele possa coletar uma amostra e avaliar as características da secreção e diferenciar se é uma secreção fisiológica ou alguma infecção vaginal. Com o diagnóstico correto, o profissional pode indicar a melhor forma de tratamento, caso seja necessário. “Os corrimentos patológicos têm tratamento específico de acordo com o agente causador, que podem ser na forma de creme vaginal ou medicação via oral”, diz a especialista.
 

Como se prevenir do corrimento vaginal?

 

Algumas mudanças de hábitos simples podem ajudar a reduzir o corrimento vaginal e a recorrência de infecções, principalmente aquelas que não são transmitidas sexualmente, como a candidíase. Entre essas mudanças, a médica destaca:

- Evitar roupas apertadas e abafadas na região íntima;
- Usar preferencialmente roupas íntimas de algodão;
- Evitar manter o ambiente vaginal úmido. Seque bem a região após o banho ou piscina;
- Evitar usar biquíni molhado por muito tempo;
- Usar sabonetes com pH neutro para fazer a higienização;
- Evitar duchas vaginais, pois elas removem a camada protetora da mucosa vaginal;
- Preferencialmente não realizar depilação completa da região vulvar, pois os pelos protegem a região;
- Enxaguar bem as roupas íntima para evitar acúmulo de sabão ou amaciantes que podem provocar alergias;
- E, por fim, a médica diz que ter uma alimentação saudável e uma boa hidratação contribuem para manutenção da imunidade e do pH vaginal.

Comece a colocá-las em prática na sua rotina e sua saúde vaginal estará muito mais protegida! ;)

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Paula Bortolai Martins Araujo, Ginecologista-obstetra do IPGO – Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia
CRM: 127.101

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como saber se minha menstruação é saudável? Conheça as principais características
    Como saber se minha menstruação é saudável? Conheça as principais características
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Corrimento com mau cheiro: sintomas, principais causas e como tratar
    Corrimento com mau cheiro: sintomas, principais causas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Quais são as principais causas de uma infecção vulvovaginal? Conheça e previna-se!
    Quais são as principais causas de uma infecção vulvovaginal? Conheça e previna-se!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Espinha ou dermatite: como identificar o problema e as principais formas de tratamento para cada um
    Espinha ou dermatite: como identificar o problema e as principais formas de tratamento para cada um
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção vaginal: conheça 3 tipos diferentes, principais sintomas e tratamentos
    Infecção vaginal: conheça 3 tipos diferentes, principais sintomas e tratamentos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Ansiedade: como identificar os sintomas e lidar com dias ruins
    Ansiedade: como identificar os sintomas e lidar com dias ruins
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como identificar se o corrimento é saudável?
    Como identificar se o corrimento é saudável?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Ardência na vagina: veja as principais causas e como tratar o problema
    Ardência na vagina: veja as principais causas e como tratar o problema
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Corrimento, coceira e mau odor: veja os principais sintomas de uma infecção vaginal
    Corrimento, coceira e mau odor: veja os principais sintomas de uma infecção vaginal
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Vaginose bacteriana: conheça os sintomas e como prevenir a infecção vaginal
    Vaginose bacteriana: conheça os sintomas e como prevenir a infecção vaginal
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • bottom1_batom_Carefree

    tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

    semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Sempre Livre Adapt Plus com cobertura seca: vantagens de usar o absorvente
    Você costuma se sentir insegura quando está menstruada? Quando estamos naqueles dias,...
    Sempre Livre Adapt Plus com cobertura seca: vantagens de usar o absorvente
  • Enquetes
    Você usa protetor diário? Responda a enquete!
    O protetor diário proporciona sensação de calcinha nova para as mulheres que utilizam o...
    Você usa protetor diário? Responda a enquete!
  • Menstruação
    4 motivos para usar Sempre Livre Adapt Plus Ultraflexível
    Cansada de testar absorventes diferentes e só encontrar modelos grandes e incômodos até...
    4 motivos para usar Sempre Livre Adapt Plus Ultraflexível
  • SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte funciona no período fértil?
    A pílula do dia seguinte funciona no período fértil? A resposta é sim! De acordo com a...
    Pílula do dia seguinte funciona no período fértil?
  • VER TODAS >