Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como identificar o corrimento vaginal? Conheça as principais características!

Como identificar o corrimento vaginal? Conheça as principais características!

Você sabe identificar um corrimento vaginal não-saudável? A secreção natural que é liberada pela vagina tem características próprias que são consideradas saudáveis. Quando elas mudam de cor ou odor pode ser um sinal de que algo não vai bem com a saúde íntima. Normalmente as mudanças estão relacionadas a uma infecção vaginal, como a candidíase, devido ao desequilíbrio dos microrganismos que vivem na flora vaginal. A boa notícia é que isso pode ser facilmente diagnosticado por um médico e tratado. Para saber se isso está acontecendo com você, consultamos a ginecologista Paula Bortolai para saber como identificar um corrimento vaginal patogênico.


As características dos corrimentos vaginais

 

Você costuma prestar atenção à secreção vaginal que aparece na sua calcinha ao longo do dia? A hora é essa. De acordo com a ginecologista, a secreção fisiológica é clara ou esbranquiçada, não coça e não possui cheiro forte. A quantidade da secreção e o aspecto variam de acordo com a fase do ciclo menstrual e ela tende a ficar mais fluida e parecida com clara de ovo no período da ovulação. “A secreção patológica normalmente é amarelada ou esverdeada, tem cheiro de peixe podre ou azedo e provoca desconforto ou coceira”, enfatiza a médica.

 

Acho que estou com corrimento. O que fazer?

 

Para a médica, ao perceber alterações na secreção natural da vagina, a paciente deve procurar um ginecologista para que ele possa coletar uma amostra e avaliar as características da secreção e diferenciar se é uma secreção fisiológica ou alguma infecção vaginal. Com o diagnóstico correto, o profissional pode indicar a melhor forma de tratamento, caso seja necessário. “Os corrimentos patológicos têm tratamento específico de acordo com o agente causador, que podem ser na forma de creme vaginal ou medicação via oral”, diz a especialista.
 

Como se prevenir do corrimento vaginal?

 

Algumas mudanças de hábitos simples podem ajudar a reduzir o corrimento vaginal e a recorrência de infecções, principalmente aquelas que não são transmitidas sexualmente, como a candidíase. Entre essas mudanças, a médica destaca:

- Evitar roupas apertadas e abafadas na região íntima;
- Usar preferencialmente roupas íntimas de algodão;
- Evitar manter o ambiente vaginal úmido. Seque bem a região após o banho ou piscina;
- Evitar usar biquíni molhado por muito tempo;
- Usar sabonetes com pH neutro para fazer a higienização;
- Evitar duchas vaginais, pois elas removem a camada protetora da mucosa vaginal;
- Preferencialmente não realizar depilação completa da região vulvar, pois os pelos protegem a região;
- Enxaguar bem as roupas íntima para evitar acúmulo de sabão ou amaciantes que podem provocar alergias;
- E, por fim, a médica diz que ter uma alimentação saudável e uma boa hidratação contribuem para manutenção da imunidade e do pH vaginal.

Comece a colocá-las em prática na sua rotina e sua saúde vaginal estará muito mais protegida! ;)

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Paula Bortolai Martins Araujo, Ginecologista-obstetra do IPGO – Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia
CRM: 127.101

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como saber se minha menstruação é saudável? Conheça as principais características
    Como saber se minha menstruação é saudável? Conheça as principais características
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Quais são as principais causas de uma infecção vulvovaginal? Conheça e previna-se!
    Quais são as principais causas de uma infecção vulvovaginal? Conheça e previna-se!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Espinha ou dermatite: como identificar o problema e as principais formas de tratamento para cada um
    Espinha ou dermatite: como identificar o problema e as principais formas de tratamento para cada um
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PODEROSAS
    PODEROSAS
    Youtuber ensina na prática como guardar dinheiro. Conheça as dicas do canal Me Poupe!
    Youtuber ensina na prática como guardar dinheiro. Conheça as dicas do canal Me Poupe!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Como calcular a próxima menstruação: conheça a média de dias do seu ciclo menstrual
    Como calcular a próxima menstruação: conheça a média de dias do seu ciclo menstrual
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Corrimento, coceira e mau odor: veja os principais sintomas de uma infecção vaginal
    Corrimento, coceira e mau odor: veja os principais sintomas de uma infecção vaginal
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Fluxo menstrual intenso é um problema de saúde? Saiba como identificar e o que fazer nesse caso!
    Fluxo menstrual intenso é um problema de saúde? Saiba como identificar e o que fazer nesse caso!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como identificar se o corrimento é saudável?
    Como identificar se o corrimento é saudável?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como prevenir a candidíase? Especialistas dão dicas para evitar o corrimento!
    Como prevenir a candidíase? Especialistas dão dicas para evitar o corrimento!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como identificar a Síndrome dos Ovários Policísticos: entenda o que é e quais são seus sintomas
    Como identificar a Síndrome dos Ovários Policísticos: entenda o que é e quais são seus sintomas
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • bottom1_batom_Carefree

    tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

    semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Vaginose bacteriana: quais são os sintomas e como prevenir a infecção
    Vaginose bacteriana é uma das infecções vaginais mais comuns em mulheres com vida sexual...
    Vaginose bacteriana: quais são os sintomas e como prevenir a infecção
  • VOCÊ SABIA?
    Quer começar a meditar? Preparamos algumas dicas que podem te ajudar
    Quer meditar, mas não sabe por onde começar? Separamos algumas dicas que podem te ajudar...
    Quer começar a meditar? Preparamos algumas dicas que podem te ajudar
  • SE CUIDA!
    Teste de gravidez: com quantos dias de menstruação atrasada devo fazer?
    Saber o dia certo para fazer o teste de gravidez é essencial para obter o resultado...
    Teste de gravidez: com quantos dias de menstruação atrasada devo fazer?
  • PRIMEIRA VEZ
    Já ouviu falar em flatos vaginais? Não se assuste, é normal e eles podem acontecer com qualquer mulher
    Assunto que causa constrangimento em muitas mulheres, os flatos vaginais são sons...
    Já ouviu falar em flatos vaginais? Não se assuste, é normal e eles podem acontecer com qualquer mulher
  • VER TODAS >