Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como funciona a tabelinha do ciclo menstrual: veja prós e contras

Como funciona a tabelinha do ciclo menstrual: veja prós e contras

A tabelinha é um método de prevenção à gravidez que se baseia no cálculo dos dias férteis. Para isso, é necessário fazer um acompanhamento preciso do ciclo menstrual, considerando a sua duração e a possível data da ovulação. O objetivo desse cálculo é saber quando acontece o período fértil, período do mês em que a mulher tem mais chances de engravidar. Assim, quem faz uso da tabelinha como contraceptivo, deve evitar ter relações sexuais sem camisinha nesse período.

 

Veja também: Tabelinha é confiável para não engravidar? Entenda tudo sobre o método

 

A tabelinha é um método contraceptivo natural, ou seja, não provoca nenhuma interferência no ciclo menstrual. Entretanto, sua eficácia depende muito da regularidade do ciclo de cada mulher e, por esse motivo, não é indicado para pessoas com ciclo menstrual irregular. Saiba como funciona a tabelinha e quais são os prós e contras de utilizar o método. 

 

Cálculo da tabelinha busca identificar quando ocorre o período fértil e a ovulação

 

O primeiro passo é saber qual é a duração do seu ciclo menstrual. Para isso, conte quantos dias têm o intervalo entre o primeiro dia da menstruação do mês vigente até o primeiro dia da menstruação do mês seguinte. Procure fazer esse acompanhamento por, pelo menos, três meses para encontrar um padrão e descobrir a média de duração do seu ciclo. Os ciclos regulares têm uma duração média de 21 a 35 dias. 

 

O período fértil acontece, aproximadamente, no meio do ciclo menstrual, entre o 10° e 16° dia após o início da menstruação. Durante esse tempo, ocorre a ovulação, momento em que um dos ovários libera um óvulo para ser fecundado. 

 

Embora o tempo de vida do óvulo no organismo seja de aproximadamente 24 horas,  um espermatozóide pode ficar vivo por até 5 dias dentro do corpo da mulher. Por isso, o período fértil também engloba os 5 dias anteriores à ovulação.

 

Veja também: Ovulação e período fértil: entenda as diferenças entre as fases do ciclo menstrual

 

Saiba como a tabelinha funciona e como calcular 

 

Uma vez que a mulher já sabe quantos dias, em média, dura o seu ciclo menstrual, montar a tabelinha fica mais fácil. Em um ciclo regular de 28 dias, a ovulação ocorre, aproximadamente, no 14° após a chegada da menstruação. Para fazer o cálculo da tabelinha, basta contar os 14 dias seguintes ao primeiro dia da menstruação e, em seguida, considerar os 5 dias anteriores mais o dia seguinte. Esses são os dias férteis, momento em que a mulher tem mais chances de engravidar, caso tenha relações sexuais sem camisinha ou uso de outro método contraceptivo. 

 

Nos ciclos com duração menor ou maior que 28 dias o cálculo da tabelinha segue o mesmo esquema. A diferença é que nesses casos, a ovulação não ocorre exatamente na metade do ciclo. Para saber quando ocorre a ovulação, subtraia 14 da quantidade de dias do seu ciclo menstrual. Isso ocorre porque a fase lútea, que começa logo após a ovulação, é a fase mais fixa do ciclo menstrual e dura geralmente 14 dias.

 

Nos ciclos de 30 dias, por exemplo, a liberação do óvulo ocorre normalmente 16 dias após a chegada da menstruação, com o período fértil entre o 11° e o 21° dia. Nos ciclos de 26 dias, a ovulação pode acontecer logo no 12° dia do ciclo menstrual e os dias férteis entre o 7° e e 13° do ciclo . 

 

Tabelinha não é totalmente confiável. Confira as vantagens e desvantagens do método


A tabelinha tem como vantagem ser um método natural sem a presença de hormônios. Ela não interfere no ciclo menstrual e não possui efeitos colaterais, além disso, também é uma ferramenta de autoconhecimento sobre seu próprio corpo. Por outro lado, a tabelinha não é um método contraceptivo seguro e está mais suscetível a falhas. Por isso, não é indicado para mulheres com ciclo irregular, pois nesses casos, saber quando ocorre o período fértil e a ovulação com precisão é mais difícil.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Saúde da mulher
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
    A Síndrome do Ovário Policístico é uma disfunção hormonal que leva ao crescimento de...
    SOP: sintomas e tratamentos da síndrome que atinge as mulheres
  • SE CUIDA!
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
    A depilação íntima faz parte da vida de muitas mulheres. Para isso, é possível encontrar...
    5 tipos de depilação feminina: prós e contras de cada método
  • SE CUIDA!
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
    Muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual a diferença entre corrimento e secreção vaginal...
    Corrimento ou lubrificação feminina? Saiba diferenciar as secreções vaginais
  • SE CUIDA!
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
    A tabelinha é um método contraceptivo natural baseado na análise do ciclo menstrual....
    Tabelinha: por que o método é falho e outras opções de anticoncepcionais com mais eficácia
  • VER TODAS >