Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como fazer a higiene íntima para evitar corrimentos? Confira algumas dicas!

Como fazer a higiene íntima para evitar corrimentos? Confira algumas dicas!

A higiene íntima feita diariamente é essencial para evitar corrimentos vaginais. Apesar disso, vale ser dito que toda mulher pode ter corrimentos. No entanto, é preciso avaliar se é uma secreção natural da vagina, chamada de corrimento fisiológico, ou se é derivado de alguma infecção vaginal. Para saber identificar cada caso é necessário conhecer as características dos dois tipos de secreção e analisar a que aparece na sua calcinha ao longo do dia. Além disso, procurar ajuda de um ginecologista é muito importante para que ele possa avaliar e, caso seja um sintoma de infecção, recomendar o tratamento adequado. Conversamos com o ginecologista Rogério Leão sobre o tema.


O que causa o corrimento vaginal?
 

De acordo com o médico, o corrimento vaginal tem várias causas e nem todas são patológicas. Toda mulher pode ter um corrimento vaginal normal, chamado de corrimento fisiológico. “Ele é formado pelo muco das glândulas do colo do útero, bactérias da flora vaginal normal e células mortas de descamação da vagina”, explica Rogério. Durante o ciclo menstrual há variação na produção de muco, que aumenta no período ovulatório (meio do ciclo) e ganha uma textura mais espessa. O corrimento vaginal natural costuma ser branco, leitoso ou transparente, e sem odor ou outros sintomas acompanhados.

 

Já os corrimentos patológicos são diferentes, pois são causados por bactérias e fungos. “Nos corrimentos por bactéria em geral há odor, aspecto amarelado/esverdeado e pode ser acompanhado de dor. Quando causado por fungo, tem aspecto esbranquiçado e espesso como leite talhado e ardor e coceira vaginal associado”, esclarece o profissional.

 

Corrimentos escuros pode ser sinais de pequenos sangramentos

 

Além da secreção fisiológica e do corrimento patológico, há ainda corrimentos com cor marrom ou “borra de café”. “Eles são sinais de pequenos sangramentos do útero, que podem ter várias causas como pólipos e miomas”, acrescenta o médico. No finalzinho da menstruação também pode ocorrer uma secreção com essa coloração. Além disso, vale lembrar ainda que a região genital tem glândulas sudoríparas que levam à sudorese da região íntima dando a sensação de umidade.
 

Higiene íntima adequada ajuda a prevenir o corrimento
 

É importante lembrar que a secreção fisiológica é normal e toda mulher tem, independente da higiene. A higiene íntima adequada, no entanto, ajuda a prevenir infecções que causam corrimento patológico. Para ajudar na prevenção, o ginecologista dá dicas: “Deve ser feita externamente durante o banho diário. Use sabonetes próprios para a região ou pelo menos os de pH neutro. Os sabonetes não neutros, inclusive, podem matar bactérias que protegem a região, como os lactobacilos de Doderlein”, diz. Segundo o médico, essas bactérias normalmente produzem substâncias que reduzem o pH da vagina, deixando-o ácido e, assim, inibindo o crescimento e a proliferação de outras bactérias nocivas. O mesmo se refere ao uso de sabonetes bactericidas, que podem ser prejudiciais, pois matam esses lactobacilos.

 

Outro ponto é tomar cuidado, pois, muitas vezes na preocupação de se higienizar muitas vezes para não ter odores ou secreções, a mulher acaba ferindo a mucosa protetora da vagina. O médico ressalta que a higiene deve ser feita somente na vulva, a parte externa da vagina. “Lavagens internas, como as duchas vaginais, também podem prejudicar a defesa natural do corpo, além de causar a irritação da mucosa da vagina”, alerta Rogério.

 

Como se prevenir de corrimentos vaginais não saudáveis?

 

Mudar alguns hábitos na rotina pode ajudar a prevenir o surgimento de corrimentos vaginais não-saudáveis. O ginecologista dá algumas recomendações: “Calor em excesso aumenta secreções, deixa a área úmida e facilita proliferação de fungos. Por isso, evitar roupas apertadas no calor favorece a ventilação da região vaginal”, diz Rogério. O uso de biquínis e maiôs úmidos por muito tempo também deve ser moderado, assim como o tempo de permanência com o mesmo absorvente no período menstrual. “O tempo de uso não é determinado, mas por deixar a pele em contato com o fluido menstrual requer algumas trocas diárias para evitar proliferação de fungos e bactérias”, alerta o médico.

 

Absorventes fora do período menstrual devem ser evitados, pois deixam a vagina mais úmida, facilitando infecções. “Caso seja necessário, utilizar protetor diário respirável, ou seja, sem película plástica e com troca a cada 4 horas no mínimo”, finaliza Rogério.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dr. Rogério Leão - Ginecologista e Obstetra do IPGO (Inst. Paulista de Ginecologia e Obstetrícia) e Médico Assistente na área de Ginecologia do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM/ UNICAMP)
CRM: 104.152

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Higiene íntima após fazer exercícios é fundamental para evitar infecções vaginais. Veja 4 dicas!
    Higiene íntima após fazer exercícios é fundamental para evitar infecções vaginais. Veja 4 dicas!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Como fazer a depilação íntima corretamente para ir à praia. Confira dicas de uma ginecologista!
    Como fazer a depilação íntima corretamente para ir à praia. Confira dicas de uma ginecologista!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Como fazer a higiene íntima viajando: dicas práticas e produtos para ter na bolsa
    Como fazer a higiene íntima viajando: dicas práticas e produtos para ter na bolsa
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    8 dicas para fazer a higiene íntima feminina e evitar infecções vaginais
    8 dicas para fazer a higiene íntima feminina e evitar infecções vaginais
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Esmegma: o que é e como evitar? Aprenda a fazer a higiene íntima da maneira correta!
    Esmegma: o que é e como evitar? Aprenda a fazer a higiene íntima da maneira correta!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Calendário menstrual: aprenda como calcular e confira + 4 dicas para fazer o seu
    Calendário menstrual: aprenda como calcular e confira + 4 dicas para fazer o seu
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Higiene íntima sem tabu para mulheres. Saiba o que fazer!
    Higiene íntima sem tabu para mulheres. Saiba o que fazer!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    A maneira certa para fazer a higiene íntima em dias de menstruação, segundo ginecologista
    A maneira certa para fazer a higiene íntima em dias de menstruação, segundo ginecologista
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Muito além da higiene íntima! Como cuidar da vagina no dia a dia para se manter livre de doenças e desconfortos
    Muito além da higiene íntima! Como cuidar da vagina no dia a dia para se manter livre de doenças e desconfortos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Quiz
    Quiz
    Você sabe como fazer a higiene íntima correta?
    Você sabe como fazer a higiene íntima correta?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • bottom1_batom_Carefree

    tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

    semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Por onde sai a menstruação?
    Você sabe dizer por onde sai a menstruação? Muitas meninas passam a infância ouvindo a...
    Por onde sai a menstruação?
  • SE CUIDA!
    Corrimento aquoso: o que é? Veja como lidar com a umidade íntima
    O corrimento vaginal (como são popularmente chamadas as secreções vaginais da mulher) nem...
    Corrimento aquoso: o que é? Veja como lidar com a umidade íntima
  • SE CUIDA!
    Ovulação e sintomas: saiba quais são os sinais de que você está ovulando
    Os sintomas de ovulação mais comuns são aumento da libido, elevação da temperatura...
    Ovulação e sintomas: saiba quais são os sinais de que você está ovulando
  • SE CUIDA!
    Corrimento vermelho claro ou escuro: o que pode ser?
    O corrimento vermelho claro ou rosado indica a presença de sangue misturado à secreção...
    Corrimento vermelho claro ou escuro: o que pode ser?
  • VER TODAS >