Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como colocar camisinha: um passo a passo e dicas para usar o preservativo corretamente

Como colocar camisinha: um passo a passo e dicas para usar o preservativo corretamente

Você sabe como colocar uma camisinha? O uso do preservativo é essencial na prevenção de DST's, como a AIDS, o HPV e diversas outras. Porém, para garantir a eficácia do método contraceptivo de barreira é preciso utilizá-lo corretamente. Ter dúvidas em relação à forma correta de colocar a camisinha é bastante comum, especialmente no início da vida sexual. Meninas que ainda estão passando por suas primeiras experiências com o sexo podem não saber muito bem como usar o preservativo. Por isso, o Só Delas preparou um passo a passo de como inserir a camisinha masculina e garantir o cuidado com a saúde íntima do casal.

 

Veja também: Camisinha, sim! Listamos 5 motivos para você usá-la sempre

 

O que é a camisinha masculina?

 

A camisinha masculina ainda é o modelo mais popular de preservativo. Geralmente, o método contraceptivo de barreira é feito de látex. Porém, também é possível encontrar camisinhas masculinas de poliuretano e poliisopreno. O preservativo age ao bloquear a ejaculação masculina e impedir a entrada do espermatozóide no canal vaginal, evitando o contágio de Doenças Sexualmente Transmissíveis e uma possível gravidez indesejada. Quando utilizada corretamente, a camisinha apresenta baixos índices de falha: em média, de 2% a 6%.

 

Escolhendo o tamanho ideal da camisinha: um detalhe que faz toda a diferença

 

Na hora de comprar a camisinha masculina, é importante atentar-se ao tamanho do preservativo. A medida mais usada para definir o tamanho da camisinha é o diâmetro, que pode ser de 48mm ("teen", que significa adolescente), 52mm (médio tradicional) e 55mm (extra). Já o comprimento, por sua vez, costuma variar entre 16cm a 19cm. A avaliação do modelo mais apropriado deve ser feita levando em consideração as dimensões do pênis. Camisinhas maiores ou menores do que o ideal podem comprometer a proteção oferecida pelo produto. Na dúvida, parta do princípio da tentativa e erro! Escolha o preservativo de tamanho padrão e troque por outro se achar necessário.

 

Como colocar a camisinha: passo a passo

 

Saber como colocar a camisinha é de extrema importância para praticar relações sexuais de forma segura. O preservativo deve ser inserido com bastante cuidado para que não haja riscos de gravidez ou contágio de DST's. Por isso, leia atentamente o passo a passo a seguir e não hesite em consultá-lo sempre que precisar:

 

1) Abra a embalagem da camisinha no instante do uso, com muito cuidado para não rasgar;


2) Segure a ponta da camisinha para retirar qualquer resquício de ar que possa existir no local. Esse passo é essencial para evitar que o preservativo estoure;


3) Com o pênis ereto, livre de lubrificantes, cremes ou pomadas, posicione o preservativo na parte de cima dele, ainda segurando a ponta e deixando um pequeno espaço para criar um “reservatório”;


4) Segurando a ponta, desenrole o preservativo até a base do pênis. Neste momento, cubra todo o corpo peniano e atente-se para que não entre ar;

 

 

Como tirar a camisinha: passo a passo

 

1) Retire enquanto o pênis ainda estiver ereto;

 

2) Mantenha o "anel" da base do preservativo junto ao pênis para que o sêmen nao escorra durante o próximo passo;

 

3) Com o pênis direcionado para baixo, puxe a camisinha;

 

4) Dê um nó na camisinha. Dessa forma, o sêmen ficará "reservado";

 

5) Descarte a camisinha no lixo. Jogar o preservativo no vaso sanitário, por exemplo, não faz bem para o meio ambiente e pode prejudicar o sistema de encanamento;

 

3 erros comuns ao usar a camisinha masculina:

 

1) Falta de lubrificação duruante o sexo: uma boa lubrificação natural (ou até mesmo artificial) diminui as chances de estourar a camisinha. Por isso, o ideal é que a mulher esteja devidamente lubrificada para o sexo vaginal. Se tratando do sexo anal, recomenda-se o uso de lubrificantes à base d'água. 

 

2) Retirar a camisinha após o fim da ereção: é muito importante tirar a camisinha enquanto o pênis ainda está ereto. Caso contrário, a camisinha pode acabar ficando presa dentro da cavidade vaginal ou anal;

 

3) Não verificar possíveis furos na camisinha: após retirar o preservativo, certifique-se de que não há furos no látex (ou outro material escolhido). Uma boa forma é buscar por possíveis "vazamentos" do sêmen na camisinha;

 

O que fazer se a camisinha ficar presa dentro da vagina?

 

Ao notar que a camisinha ficou presa na cavidade vaginal, tente retirar o preservativo com os próprios dedos ou procure o atendimento mais próximo. Deixar a camisinha dentro da vagina por muito tempo pode trazer algumas complicações. Se você for se arriscar a retirar o objeto em casa, insira um ou dois dedos (formando uma espécie de pinça) e vá pelas paredes vaginais até encontrar a camisinha. Na dúvida, procure um(a) profissional! O incidente reduz consideravelmente a proteção oferecida pelo método contraceptivo. Portanto, avalie a necessidade de tomar uma pílula do dia seguinte e fazer exames para possíveis DST's.

 

10 dicas para colocar a camisinha masculina e garantir sua proteção

 

Com esse passo a passo, você já deve ter entendido como colocar a camisinha corretamente. Ainda assim, alguns erros comuns podem acabar dificultando um pouco o processo e comprometendo a eficácia do preservativo. Por essa razão, preparamos 10 dicas essenciais para garantir que nada dê errado no momento de botar a camisinha. Dê uma olhada:

 

Dica 1) Guarde a camisinha em um local fresco

 

Guardar a camisinha na carteira ou no bolso realmente é prático. Porém, o hábito pode colocar em risco a eficácia desse método contraceptivo. O atrito da embalagem com outros objetos, como chaves e moedas, por exemplo, pode acabar danificando o preservativo. O indicado é guardar em um local mais arejado e espaçoso. Dessa forma, a camisinha não corre riscos de ser amassada ou até mesmo furada.

 

Dica 2) Mantenha a camisinha em um local de fácil acesso

 

Ainda sobre o armazenamento da camisinha, uma dica que pode ser bastante útil é guardar o preservativo em um local de fácil acesso. De preferência, em uma mesinha de cabeceira ao lado da cama ou nas gavetas do armário do quarto. Parece irrelevante a um primeiro momento, mas acredite: ter que mover mundos e fundos para encontrar uma camisinha pela casa pode ser superdesagradável e, de quebra, ainda dá uma esfriada no clima.

 

Dica 3) Só abra a embalagem da camisinha quando realmente for usar

 

Deixe para abrir a camisinha somente quando for usá-la! Adiantar esse processo para poupar tempo pode acabar comprometento a lubrificação e a eficácia do preservativo na prevenção contra doenças e uma gravidez indesejada. Portanto, lembre-se de abrir a embalagem da camisinha apenas na hora do contato sexual.

 

Dica 4) Não utilize os dentes para abrir a embalagem do preservativo

 

Falando em abrir a embalagem da camisinha, certifique-se de nunca usar os dentes ou outros objetos cortantes. O látex (utilizado na composição de grande parte das camisinhas masculinas) é um material bem fino e pode acabar se rompendo ou criando pequenos furos devido ao contato com os dentes. Aí já viu, né? O imprevisto permite a passagem do espermatozóide pelo preservativo e, consequentemente, sua entrada pelo canal vaginal.

 

Dica 5) Coloque a camisinha desde o primeiro contato sexual

 

Um erro muito comum é colocar a camisinha apenas na hora da relação sexual com penetração. Algumas DST's não precisam de penetração para que o contágio aconteça. Às vezes, o contato com as secreções genitais já são o suficiente para transmitir o vírus ou a bactéria causadores da doença. Portanto, para aproveitar ao máximo a proteção oferecida pelo produto, utilize o preservativo também durante as preliminares (como no sexo oral, por exemplo). 

 

Veja também: Qual é o momento certo para colocar a camisinha?

 

Dica 6) Use em todas as relações sexuais

 

Outro equívoco relacionado à camisinha é acreditar que somente o sexo com penetração vaginal é capaz de transmitir DST's. Isso está longe de ser verdade! O contágio de Doenças Sexualmente Transmissíveis também pode acontecer através do sexo oral e anal. Além disso, a própria flora bacteriana anal pode provocar outros tipos de doenças, como infecções penianas. Dito isto, o uso da camisinha é indispensável em todos os tipos de relações sexuais.

 

Dica 7) Use somente lubrificantes à base d'água

 

Os lubrificantes à base d'água são mais naturais e evitam irritações ou alergias no contato com a pele da região íntima. Outra vantagem é que essa forrma de lubrificação também é a mais indicada para atuar junto com a camisinha, já que não oferecem nenhum tipo de dano ao material. Vaselina e outros lubrificantes à base de petróleo podem rachar o látex e, consequentemente, diminuir bastante a eficácia do método.

 

Dica 8) Não reutilize a camisinha

 

Pode parecer óbvio para algumas pessoas, mas é sempre bom reforçar: jamais reutilize a camisinha. Usar o mesmo preservativo mais de uma vez não é uma prática muito segura contra a gravidez ou o contágio de Doenças Sexualmente Transmissíveis. Depois de usada, as chances do preservativo rasgar ou de escorregar durante o sexo são ainda maiores. Além disso, qualquer resquício de sêmen pode acabar escapando, já que o látex estará bem mais esticado.

 

Dica 9) Não use duas camisinhas ao mesmo tempo

 

Usar duas camisinhas ao mesmo tempo dá a falsa impressão de maior proteção, mas não é bem por aí. Colocar um preservativo por cima do outro pode criar atrito entre os produtos e rasgar o material. Se você está insegura quanto a esse tipo de contracepção, converse com um ginecologista e busque outro método contraceptivo adicional. Existem diversas opções e, provavelmente, alguma irá te atender.

 

Dica 10) Atente-se ao prazo de validade

 

Sabe aquela camisinha que está guardada há muito tempo na sua gaveta? Antes de usar, verifique o prazo de validade. Esse produto contém uma pequena quantidade de lubrificante para facilitar a penetração e diminuir o atrito com o material, evitando rasgos. Mas, com o tempo, essa substância vai perdendo suas propriedades e, assim, se torna menos útil. Nunca se esqueça, portanto, de dar uma olhada no verso da embalagem.

 

Alergia à camisinha: o que fazer?

 

 

Homens e mulheres podem apresentar alergia à camisinha. Porém, o quadro alérgico é mais comum em mulheres, devido à alta capacidade de absorção da mucosa vaginal. Na maioria das vezes, a alergia ao preservativo é ocasionada pelo látex (borracha natural utilizada na fabricação do produto). Neste caso, a melhor alternativa é trocar o método contraceptivo de barreira por um preservativo constituído por outro tipo de material. Atualmente, existem duas boas opções no mercado: camisinha de poliuretano ou camisinha de poliisopreno. Camisinhas femininas também costumam oferecer menos riscos de alergia e podem ser uma boa solução.

 

Se o quadro alérgico for provocado pelos componentes do lubrificante ou aromatizante da camisinha, o melhor a se fazer é investir em preservativos com lubrificantes à base de água e sem corantes. Os principais sintomas da alergia à camisinha são coceira, vermelhidão e inchaço no órgão genital. Essas manifestações podem aparecer instantaneamente (logo após o contato com o método contraceptivo de barreira), depois de 36 horas ou até mesmo com o passar dos anos. De qualquer forma, é importante manter em mente que ser alérgica à camisinha não é nenhum impedimento para se proteger durante o sexo! Como explicamos, existem diferentes materiais disponíveis no mercado que podem resolver o seu problema e garantir a sua proteção ao praticar relações sexuais.

 

Camisinha furou e agora?

 

Colocar a camisinha corretamente reduz consideravelmente as chances do preservativo estourar. Porém, caso isso aconteça, interrompa a relação sexual imediatamente e substitua a camisinha furada por uma nova. Meninas que não fazem uso de outro método contraceptivo, como a pílula anticoncepcional, devem consultar um(a) ginecologista para avaliar a necessidade de recorrer à pílula do dia seguinte. Exames para a verificação de possíveis DST's também são recomendados. 

 

Matéria atualizada em: 02 de abril de 2020

semprelivre_bottom1_dance_new

  • VOCÊ SABIA?
    Ih, choveu! Veja ideias do que fazer para se divertir com as amigas mesmo dentro de casa
    Tem dias que a gente combina de sair com as amigas, mas a previsão do tempo não colabora..
  • VOCÊ SABIA?
    6 coisas que você precisa saber antes de viajar com seus amigos
    Fazer uma viagem acompanhada de amigos é uma das melhores coisas da vida! Se divertir, pa..
  • VOCÊ SABIA?
    4 coisas que passam pela sua cabeça antes de chegar ao primeiro encontro
    Por mais que a gente seja confiante, o primeiro encontro com o carinha interessante sempre..
  • VOCÊ SABIA?
    Vai passar o dia na praia? Veja o que levar na bolsa!
    No verão, tudo o que a gente mais quer é relaxar, se divertir e ficar com aquele bronzea..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >