Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Como acabar com corrimento branco?

Como acabar com corrimento branco?

O corrimento branco pastoso que pode surgir na calcinha ao longo do dia é um sintoma relacionado à candidíase. A infecção é provocada pela proliferação do fungo Cândida na flora vaginal que ocorre após um desequilíbrio do pH (acidez da vagina). Além do corrimento leitoso, que pode ou não ter mau cheiro, a candidíase também causa outros sintomas como coceira, vermelhidão na região genital e ardência ao urinar.

 

 

 

Causas do corrimento branco: veja o que pode provocar candidíase

 

 

As principais causas para a candidíase são baixa imunidade e higiene inadequada. Entretanto, outros fatores também podem desencadear a infecção vaginal:

 

  • Uso prolongado de antibióticos; 

  • Usar de roupas apertadas que mantém a região íntima abafada; 

  • Usar biquíni ou roupa úmida por muito tempo

  • Não fazer a troca de absorvente a cada quatro horas; 

  • Fazer uso de ítens como chuveirinho, lenços umedecidos e duchas vaginais; 

  • Uso de sabonetes corporal na região íntima ou produtos com substâncias alergênicas; 

  • Usar roupas apertadas todos os dias; 

 

Por isso, para acabar com o corrimento branco é importante incluir cuidados na rotina associado ao tratamento indicado por um(a) ginecologista. Saiba mais sobre como acabar com o corrimento branco e manter a sua saúde íntima sempre em dia

 

 

 

Tratamento para acabar com corrimento branco pode ser feito com medicação antifúngica 

 

 

Ao perceber a presença de corrimento branco leitoso ou pastoso, o primeiro passo é procurar um ginecologista. A candidíase tem cura e é tratada com uso de medicação antifúngica oral ou local, dependendo de como o médico irá receitar. O tratamento dura em média 7 dias (uma semana) e é fundamental que durante este período a paciente evite ter relações sexuais sem proteção e não consuma bebidas alcoólicas. 

 

Além da medicação, também é importante adotar cuidados para evitar novos quadros de corrimento branco com mau cheiro e manter a saúde íntima em dia.

 

 

 

Confira 8 dicas para evitar corrimento branco

 

 

Dica 1: Fazer higiene íntima com uso de sabonete neutro e apenas na parte externa

 

 

A higiene íntima é um ponto importante na prevenção a proliferação de microorganismos que podem causar o desequilíbrio da flora vaginal e levar ao aparecimento de corrimento branco. A limpeza deve ser feita diariamente, com água e uso de sabonete íntima líquido com pH neutro. A lavagem deve se concentrar apenas na área externa, ou seja, na vulva, incluindo virilha, dobrinhas e os grandes e pequenos lábios. Limpar a parte interna da vagina é um hábito que pode levar ao desequilíbrio do pH e da flora vaginal, enfraquecendo a  barreira de proteção da região íntima. Por isso, não use duchas vaginais, chuveirinhos ou outros objetos que façam a higienização interna. 

 

 

 

Dica 2: Mantenha a região íntima seca e evite roupas molhadas por muito tempo

 

 

Ambientes úmidos são mais propícios para a proliferação de microorganismos infecciosos que podem provocar desequilíbrios na flora vaginal, como bactérias e fungos. Por isso, o ideal é que você mantenha a região íntima sempre seca e evite ficar muito tempo com peças molhadas, como calcinha, biquíni e maiôs. Outro cuidado importante é secar bem toda a área íntima após o banho, incluindo todas as dobras e virilha. 

 

 

 

Dica 3: Dê preferência a calcinhas de algodão e roupas leves 

 

 

O algodão é um material que permite uma melhor ventilação na área íntima, ao contrário de outros materiais sintéticos. Sendo assim, o recomendável é sempre optar por calcinhas feitas de algodão e que não sejam muito apertadas. Além de serem mais confortáveis, essas peças não atrapalham a circulação de ar, evitando que a região íntima fique abafada. 

 

A mesma regra vale para as peças muito justas e apertadas como a calça jeans ou legging. Procure vestir roupas mais leves como saias, vestidos e calças e short mais frescos e soltos. O jeans é um tipo de tecido mais abafado, por isso, não é uma boa ideia usá-lo todos os dias, principalmente em temperaturas mais quentes. 

 

 

 

Dica 4: Não deixe calcinha secando no box 

 

 

Algumas mulheres preferem lavar a calcinha durante o banho e deixar a peça secando no box. No entanto, por mais prático que seja, esse hábito favorece o surgimento de fungos e bactérias, pois o banheiro costuma ser um ambiente abafado e úmido. Uma vez que você vestir a peça íntima, a sua vagina fica muito mais vulnerável a infecções. O melhor a fazer é deixar a calcinha secando em um ambiente arejado e seco como a área de serviço. Lavar a calcinha no chuveiro, neste ponto não há problema algum. O importante é que você use apenas um sabão neutro e sem fragrância. 

 

 

 

Dica 5: Use sempre camisinha em todas as relações sexuais

 

 

A candidíase não é considerada uma Infecção Sexualmente Transmissível, mas pode ser transmitida durante as relações sexuais sem proteção. Aliás, o sexo sem camisinha deixa a região íntima mais exposta a outros tipos de microorganismos nocivos que podem provocar desequilíbrios e infecções com presença de corrimento e outros sintomas. Sendo assim, use sempre preservativo em todas as relações sexuais e não se esqueça de urinar e higienizar a região íntima após o sexo. 

 

 

 

Dica 6. Evite o consumo exagerado de doces e carboidratos 

 

 

O excesso de açúcar e carboidratos aumenta a produção de ácido lático pelos lactobacilos na flora vaginal. O ácido lático é o que mantém o nível de acidez do pH vaginal em equilíbrio. Quando produzido em maior quantidade, a vagina passa a ficar mais ácida, o que facilita a proliferação de fungos e provoca corrimento branco com odor. Prefira alimentos mais integrais e ricos em fibras. Eles liberam menos glicose no organismo e reduzem a acidez da flora vaginal. 

 

 

 

Dica 7. Após evacuar, limpe-se no sentido de frente para trás

 

 

A forma como você se limpa após evacuar também pode provocar infecções e corrimento vaginal. A  maneira correta de se limpar é sempre de frente para trás. Do contrário, você pode acabar trazendo as bactérias do ânus para a entrada da vagina. No caso das mulheres, como a uretra é menor e mais próxima a entrada da vagina, o deslocamento de bactérias também pode causar infecções no trato urinário. 

 

 

 

Dica 8. Consulte um ginecologista ao perceber o corrimento 

 


Mesmo que você não perceba a presença de corrimento branco com mau cheiro e nenhuma outra alteração no ambiente natural da vagina, não deixe de fazer um acompanhamento ginecológico. Essa é a melhor forma de se prevenir não apenas de corrimentos, mas de qualquer outro desequilíbrio que possa comprometer a sua saúde íntima. Busque sempre informações com um especialista.

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Intimidade feminina
    Hímen complacente: "como saber se tenho e se ele roupeu ou não durante o sexo?"
    O hímen complacente tem como principal característica ser mais elástico e não romper c..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >