Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Coito interrompido funciona? Saiba se o método é seguro para prevenir a gravidez

Coito interrompido funciona? Saiba se o método é seguro para prevenir a gravidez

O coito interrompido é uma prática muito comum em que o homem retira o pênis da vagina antes de ejacular. O método é um dos mais antigos e, embora seja muito comum, não é visto como seguro. Isso porque ele exige muito autocontrole do homem para conter a ejaculação e ela pode acabar acontecendo antes da interrupção. Além disso, durante o ato sexual, o pênis libera secreções que podem conter espermatozóides, aumentando as chances de haver fecundação.

 

Por isso, o coito interrompido é tido como um método contraceptivo de baixa efetividade. O Só Delas conversou com a Dra. Monique Novacek, ginecologista e obstetra, para entender melhor sobre os riscos do coito interrompido e qual a forma mais segura para prevenir a gravidez. 

 

 

Coito interrompido engravida? 

 

O coito interrompido é um método contraceptivo natural praticado há anos, antes mesmo do surgimento dos anticoncepcionais mais tradicionais que conhecemos nos dias atuais. Também conhecido como "tirar na hora", ele ainda é a escolha de muitos casais que não fazem uso de qualquer tipo de contracepção, como a pílula ou a camisinha. De acordo com a Dra. Monique, o coito interrompido pode até funcionar em algumas situações, mas nem por isso ele é considerado seguro e eficaz. Isso porque a ejaculação não é o único momento em que o esperma é liberado. “Mesmo momentos anteriores à ejaculação o homem libera um líquido que pode conter esperma. Além disso, se o homem ejaculou um pouco antes e ficou um pouco de esperma na uretra, ele pode sair mesmo antes da ejaculação”, explica. 

 

O líquido pré-ejaculatório que a ginecologista se refere é conhecido como líquido seminal. A secreção é produzida pelas glândulas seminais e pela próstata e tem como função auxiliar a mobilidade dos espermatozóides e equilibrar a acidez na uretra. O líquido seminal também desempenha um papel de lubrificante natural - semelhante a lubrificação vaginal - que ajuda a preparar o canal da vagina para a penetração. 

 

 

Coito interrompido exige autocontrole do homem durante o sexo 

 

A médica também cita que outro motivo para não confiar no coito interrompido é a dificuldade que muitos homens têm de se controlarem durante a excitação sexual. “Muitas vezes o homem não consegue controlar a ejaculação e ela acaba acontecendo mesmo ele não querendo, aumentando o risco de fecundação caso o espermatozóide encontre o óvulo”, afirma a médica. Assim, a pessoa se esquece de interromper o coito ou não percebe que está prestes a ejacular e acaba retirando o pênis tarde demais. 

 

A ginecologista diz que a eficácia do método da retirada gira em torno de 70% a 80%. “Isso gera uma taxa de falha de, aproximadamente, 20%, um valor alto para um método contraceptivo”, reforça. Isso significa que a cada 100 pessoas que usam o coito interrompido, cerca de 20 a 27 não terão sucesso com a prática. 

 

 

Coito interrompido aumenta as chances de Infecções Sexualmente Transmissíveis

 

Mesmo com os riscos, o coito interrompido ainda é muito popular entre homens e mulheres. Os principais motivos são o fato de ser totalmente natural, gratuito e não requer pré-planejamento. Contudo, a ginecologista chama atenção para os riscos da atitude, já que a gravidez indesejada não é a única preocupação proveniente de um sexo sem proteção. “Quem pratica o coito interrompido não usa camisinha, principal método de evitar doenças sexualmente transmissíveis. Então além da gestação, existe o risco para a saúde da mulher”. 

 

Por isso, a prática do método de retirada é ainda mais arriscada em relações com pessoas que não se tem certeza sobre o histórico de saúde. O ideal, neste caso, é sempre fazer uso da camisinha, já que até anticoncepcionais com altas taxas de eficácia não são capazes de proteger contra as ISTs. 

 

Este artigo contou com a colaboração do especialista:

Dra. Monique Novacek

Ginecologia | Obstetra | Mastologista da Clínica Mantelli

CRM 153020 l RQE 67202

 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • PODEROSAS
    Viajada: 7 dicas para quem quer viajar sozinha nessas férias!
    A gente sabe que as mulheres estão cada vez mais independentes, inclusive na hora de viaj..
  • PODEROSAS
    Férias em casa: 5 dicas de livros de autoras fortes para curtir o tempo livre
    Em meio a tantos best-sellers com protagonistas homens, existe um universo de autoras mulh..
  • PODEROSAS
    10 segredos para você se sentir mais confiante sem mudar o visual
    Às vezes tudo o que a gente precisa para se achar mais confiante é inserir pequenos háb..
  • PODEROSAS
    Girl power! Listamos 9 filmes para assistir com mulheres empoderadas como protagonistas
    Uma das melhores formas de descontrair e buscar se empoderar é conhecendo e se inspirando..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >