Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Cistite de lua de mel: sintomas, tratamento e como evitar

Cistite de lua de mel: sintomas, tratamento e como evitar

Cistite de lua de mel ou cistite pós-coito é o nome dado à infecção urinária que acontece após a prática da relação sexual. O transtorno atinge homens e mulheres, mas é mais comum entre o público feminino. Os principais sintomas da cistite de lua de mel são: muita vontade de urinar (mesmo que não haja acúmulo de urina para ser expelido), dor e ardência ao urinar. Geralmente, este tipo de infecção urinária surge nas primeiras 24 a 48 horas após a relação sexual ter acontecido.

 

Veja também: Cistite: como evitar a infecção urinária na bexiga

 

Vale ressaltar que, como qualquer outra infecção urinária, a cistite de lua de mel não é uma DST. O sexo facilita o contato com essas bactérias, mas não é a causa direta da cistite de lua mel. 

 

Causa da cistite de lua de mel: relação sexual facilita a entrada de bactérias na uretra 

 

Vontade constante de fazer xixi, dor e ardência ao urinar após relação sexual são indicativos de cistite de lua de mel (inflamação na bexiga favorecida pelo contato sexual). O atrito gerado pelo sexo facilita a entrada de bactérias gastrointestinais, como a Escherichia coli, no canal da uretra. Uma vez na uretra, essas bactérias invadem o sistema urinário e passam a se multiplicar excessivamente, gerando a inflamação, que no caso da cistite, acontece na bexiga. 

 

A infecção urinária também acomete os homens, mas é muito mais frequente em mulheres. Entre as justificativas para essa predisposição, estão as características anatômicas do corpo da mulher. A uretra feminina é mais curta quando comparada à uretra do homem, tornando mais rápido o trajeto das bactérias até o sistema urinário. Além disso, a distância entre a entrada da uretra e o ânus também é menor nas mulheres do que nos homens, o que facilita o contato com as bactérias e a consequente proliferação excessiva responsável por desencadear a cistite. 

 

Veja também: Vida sexual ativa aumenta os riscos de infecção urinária. Verdade ou mito?

 

Sintomas da cistite incluem vontade constante de fazer xixi e ardência ao urinar

 

Os principais sintomas da cistite de lua de mel são ardência para urinar e vontade frequente de fazer xixi (embora, muitas vezes, a urina seja escassa ou inexistente). Esses incômodos costumam aparecer entre 24 a 48 horas após a relação sexual. 

 

Algumas pessoas evitam beber água para não sentir dor ao urinar, no entanto, este comportamento não é indicado. O ideal é se hidratar bastante e beber ainda mais água quando perceber os sintomas da infecção urinária, ingerindo pelo menos 2 litros por dia. Desta forma, você faz ainda mais xixi e ajuda a acelerar o processo de limpeza da bexiga. 

 

Em quadros avançados, a cistite pode provocar febre baixa, urina com sangue e dor nas costas. Nestes casos, é preciso ser avaliado(a) por um(a) médico(a) para verificar se a infecção na bexiga avançou para outras partes do sistema urinário. Após uma consulta, o(a) profissional poderá dar início ao tratamento mais adequado.

 

Veja também: Infecção urinária: infográfico mostra 6 sintomas para ficar atenta

 

Como evitar a cistite de lua de mel: urinar após o sexo e beber bastante água   

 

O uso da camisinha é sempre indicado para prevenir DST’s. No entanto, o preservativo não é garantia de proteção contra a infecção urinária, já que a bactéria causadora da cistite habita normalmente o corpo e não é transmitida pelo(a) parceiro(a). Lembra que a relação sexual só favorece a cistite de lua de mel porque facilita a entrada das bactérias na uretra? Então! Com ou sem camisinha, isso pode acontecer. 

 

É importante ressaltar que o sexo anal é uma exceção a essa regra, já que, neste caso, a penetração sem preservativo incentiva o contato das bactérias do ânus com a uretra do homem. De qualquer forma, a camisinha é indispensável, ok? O preservativo ajuda a prevenir DST’s e uma gravidez indesejada.   

 

Para evitar a cistite, o melhor a se fazer é beber bastante água e tentar sempre fazer xixi imediatamente após as relações sexuais. Isso ajuda a limpar o canal da uretra e eliminar possíveis bactérias. Lavar a região íntima com água e sabonete íntimo apropriado antes da relação também pode ajudar a prevenir a infecção, já que um ambiente higienizado diminui as chances de proliferação de bactérias. 

 

Veja também: Higiene íntima precisa ser feita todos os dias?

 

Como tratar a cistite de lua de mel: antibiótico é a principal forma de tratamento

 

Após o diagnóstico da cistite, que costuma ser feito por meio de um exame clínico, o(a) médico(a) pode recomendar apenas a ingestão de 2 litros de água por dia ou, em casos em que isso não é o suficiente, prescrever a administração de antibióticos de uso oral. Lembre-se: a orientação do(a) especialista é primordial antes de iniciar qualquer tratamento. 

 

O diagnóstico da cistite geralmente é clínico, mas o médico também pode solicitar alguns exames de urina ou de imagem como raios X, ultrassonografia e cistoscopia para confirmar a infecção e o tipo de bactéria que causou a doença.

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Saiba como evitar pelo encravado na região íntima depois da depilação
    Saiba como evitar pelo encravado na região íntima depois da depilação
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Como evitar vazamentos durante a menstruação de fluxo intenso
    Como evitar vazamentos durante a menstruação de fluxo intenso
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Você já ouviu falar em cronograma capilar? Saiba como montar sua rotina de tratamentos para o cabelo
    Você já ouviu falar em cronograma capilar? Saiba como montar sua rotina de tratamentos para o cabelo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção vaginal depois do sexo: quais são as causas e como evitar
    Infecção vaginal depois do sexo: quais são as causas e como evitar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Como identificar que meu fluxo menstrual não está normal e buscar tratamento?
    Como identificar que meu fluxo menstrual não está normal e buscar tratamento?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Como lidar com a menstruação na hora de dormir: 5 dicas para evitar vazamentos
    Como lidar com a menstruação na hora de dormir: 5 dicas para evitar vazamentos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Candidíase vaginal: causa, sintomas, tratamento do corrimento e como evitar infecções
    Candidíase vaginal: causa, sintomas, tratamento do corrimento e como evitar infecções
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    5 causas que explicam a coceira vaginal + dicas de como evitar!
    5 causas que explicam a coceira vaginal + dicas de como evitar!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PODEROSAS
    PODEROSAS
    Favela Orgânica: projeto social criado por Regina Tchelly ensina como evitar desperdícios de alimentos
    Favela Orgânica: projeto social criado por Regina Tchelly ensina como evitar desperdícios de alimentos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Veja 4 dicas de como evitar o inchaço e aprenda a receita de um suco potente para desinchar
    Veja 4 dicas de como evitar o inchaço e aprenda a receita de um suco potente para desinchar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Menstruação
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
    A cólica menstrual é um dos sintomas da menstruação mais comuns. Sua intensidade varia...
    Tipos de cólica menstrual: sintomas, como identificar e o que fazer para aliviar
  • SE CUIDA!
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
    A infecção urinária geralmente é causada pela entrada de bactérias que se proliferam no...
    10 sintomas de infecção urinária para ficar atenta e procurar um médico
  • SE CUIDA!
    Candidíase vaginal: o que causa, sintomas e como tratar
    A candidíase vaginal é uma infecção fúngica muito comum entre as mulheres, causada por um...
    Candidíase vaginal: o que causa, sintomas e como tratar
  • Menstruação
    Como calcular próxima menstruação após tomar a pílula do dia seguinte?
    Você já deve ter ouvido falar que a pílula do dia seguinte desregula a menstruação. Isso...
    Como calcular próxima menstruação após tomar a pílula do dia seguinte?
  • VER TODAS >