Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Causas de coceira vaginal que você precisa ficar atenta

Causas de coceira vaginal que você precisa ficar atenta

Coceira na região íntima é sempre um desconforto, não é? O sintoma, em geral, não aparece por acaso e indica a presença de alguma infecção ou alergia na área. A ginecologista Paula Bortolai conversou com o Só Delas para falar das possíveis causas de uma coceira vaginal e quais tratamento são indicados. Em todo caso, não ignore os sintomas e procure um profissional o quanto antes.

 

Quais são os riscos da coceira vaginal?

 

Alguns são os riscos que a coceira vaginal podem trazer para as mulheres que são acometidas por ela. Em geral, esse problema acontece por conta de alguma infecção genital, de alergias ou irritações. A ginecologista comenta mais sobre o assunto: “Além disso, casos de ressecamento vaginal, atrofia e até  mesmo de câncer de vulva, em mulheres com mais idade, podem causar esse tipo de sintoma”, afirma.

 

Ao perceber o sintoma, o ideal é consultar um ginecologista para avaliar seu quadro e investigar a situação, já que o prurido vaginal também pode ser reflexo de doenças sistêmicas, como a diabetes e outras que causam baixa imunidade, favorecendo a proliferação de fungos.

 

As causas da coceira vaginal podem ser diversas. Veja quais são!

 

A causa mais comum de prurido vaginal é a candidíase, que é uma infecção causada pelo  fungo da cândida que se prolifera em ambientes úmidos, escuros e em situações de baixa imunidade e alteração do pH vaginal. “Uma outra causa comum são alergias ou reações a sabonetes íntimos, tecidos da roupa íntima, sabão residual em roupas, lubrificantes e preservativos”, completa Paula.

 

Vale ressaltar que doenças dermatológicas podem causar a contaminação. “Líquen; doenças sistêmicas como diabetes, infecções intestinais como ameba, oxiúros, vermes, que pela proximidade com a região anal, também podem causar contaminação”, explica.

 

Quais são os tratamentos para esse quadro?

 

O melhor tratamento para candidíase é a mudanças de hábitos. O tratamento medicamentoso pode ser feito através de pomadas vaginais e é super eficaz. Porém, se não houver mudança nos hábitos, o processo pode ser recorrente. Dessa forma, deve-se manter sempre  a vagina o mais arejada possível. A ginecologista dá algumas dicas: “ É necessário que a menina utilize no dia a dia lingerie de algodão, evite roupas apertadas e muita calça jeans. Outros hábitos como dormir sem calcinha, secar bem a região após o banho e evitar duchas vaginas internas também são ótimos para prevenir esses problemas”, explica.

 

No caso desse problema ser recorrente, é necessário que a paciente faça a  pesquisa de cultura vaginal, para avaliação de outros agentes e de espécies de Candida resistentes. Nestas situações, por vezes, é indicado o tratamento conjunto do parceiro.
 

Dra. Paula Bortolai Martins Araujo, Ginecologista-obstetra do IPGO – Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia. CRM: 127.101

Bottom_OB_celebration

tag_sempre_banner tag_sempre_banner_mob

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >