Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Ardência na vagina: veja as principais causas e como tratar o problema

Ardência na vagina: veja as principais causas e como tratar o problema

Ardência na vagina, dor e coceira na vulva podem ser sintomas associados à alergias provocadas pelo uso de produtos químicos e até mesmo pelo tecido da calcinha. Esse incômodo ainda pode ser resultado de um quadro infeccioso, como a candidíase, e também doenças sexualmente transmissíveis. Ainda é possível citar alterações hormonais e infecção urinária como causas da ardor no canal vaginal. A avaliação médica é fundamental para diagnosticar a origem do problema e começar o tratamento adequado. Para saber mais sobre as patologias citadas acima, confira as informações abaixo.

 

1) Alergias e assaduras

 

Alguns produtos químicos, como hidratantes, filtro solar e até mesmo sabonetes íntimos podem conter substâncias que provocam irritações na pele das mulheres. É difícil apontar ao certo que componente pode ter esses efeitos, já que cada organismo reage de uma forma. Mas, quando isso acontece, a ardência na pele da vulva ou ainda no canal vaginal é um sintoma recorrente. Essa reação ainda pode ser causada pelo tecido da calcinha, papel higiênico e o tipo de amaciante usado para a roupa íntima, principalmente os perfumados. Se os sintomas surgirem, suspenda o uso do produto imediatamente. 

 

Como tratar: anti-alérgicos e pomadas anti-inflamatórias podem ajudar a tratar os sintomas, porém é preciso também identificar quais substâncias estão causando as irritações. Para isso, deve-se visitar o dermatologista.

 

2) Infecção vaginal

 

As infecções vaginais são provavelmente as causas mais comuns para qualquer ardência vaginal. A mais conhecida entre elas é a candidíase, um quadro fúngico que também provoca coceira, vermelhidão e corrimento branco. Algumas doenças sexualmente transmissíveis (DST) como herpes genital, clamídia e gonorreia podem provocar corrimento amarelo ou esverdeado, coceira, dor vaginal e ardência. Para ter um diagnóstico mais preciso, o primeiro passo é recorrer a ajuda médica com o ginecologista.

 

Como tratar: no caso da candidíase, o tratamento é feito com pomadas antifúngicas. Já para as DSTs, antibióticos costumam ser a principal recomendação. O herpes, no entanto, é uma das doenças do grupo que não apresenta cura definitiva, apenas tratamentos para que o quadro de irritação não retorne com frequência.

 

3) Vulvodínia

 

Pouco conhecida, vulvodínia é uma doença em que as pacientes sentem extremas dores na abertura da vagina com espasmos musculares. Para elas, ter relações sexuais ou ficar muito tempo sentada são atividades que podem trazer muito incômodo já que todo o contato com a vulva é sensível. As causas para esse quadro ainda são desconhecidas, mas além das dores, a ardência surge como segundo sintoma principal, contando também com vermelhidão e uma sensação de picadas na vagina. 

 

Como tratar: o tratamento é focado em tornar o assoalho mais resistente aos espasmos. A aplicação de medicamentos tópicos é recomendada para aliviar dores pontuais; outros remédios como antidepressivos ou anti-epilépticos também podem ajudar o relaxamento muscular.

 

4) Alterações hormonais

 

As alterações hormonais costumam ser sintomas de doenças ginecológicas, como o pólipo endometrial (quadro em que um tumor benigno se aloja na parede interna do útero). Meninas que também tiveram sua menarca (a primeira menstruação) há pouco tempo também ainda podem ter o eixo hormonal pouco amadurecido. Essas mulheres, portanto, com os níveis de hormônio não equilibrados podem desenvolver a ardência como um sintoma da parede vaginal mais fina e sensível. Durante o sexo, essas pacientes podem sentir desconfortos ainda maiores por conta de uma falta de lubrificação que as flutuações hormonais causam.

 

Como tratar: para as dores, o ginecologista pode indicar pomadas específicas e lubrificantes. O tratamento principal, contudo, é voltado para o tratamento das alterações hormonais, o que pode ser feito com terapias de hormônios, como a pílula anticoncepcional.

 

5) Infecção urinária 

 

Depois das infecções vaginais, a urinária é provavelmente a mais comum que causa ardência vaginal. Esse quadrado é marcado por uma dor intensa na hora de urinar, além de uma ardência após relação sexual. É possível desenvolver a doença ao não beber água ou fazer xixi com frequência e deixar de urinar após o sexo. Quando isso acontece, o trato urinário fica mais sensível a proliferação de bactérias e, assim, elas começam a se multiplicar.


Como tratar: o profissional pode indicar medicamentos como antibióticos com duração de 3 dias ou de 7 a 10 dias. Além disso, é importante que a paciente não se esqueça de beber água.

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Ardência na vagina: 5 possíveis causas para o problema
    Ardência na vagina: 5 possíveis causas para o problema
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção urinária: quais são as principais causas do problema e como se prevenir?
    Infecção urinária: quais são as principais causas do problema e como se prevenir?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    As 3 principais doenças vaginais: como evitar e tratar
    As 3 principais doenças vaginais: como evitar e tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Corrimento com mau cheiro: sintomas, principais causas e como tratar
    Corrimento com mau cheiro: sintomas, principais causas e como tratar
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • Menstruação
    Menstruação
    Problemas na tireoide: veja como essa doença pode afetar a sua menstruação
    Problemas na tireoide: veja como essa doença pode afetar a sua menstruação
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    5 causas que explicam a ardência ao urinar. Veja qual tratamento buscar!
    5 causas que explicam a ardência ao urinar. Veja qual tratamento buscar!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Retenção de líquido: as principais causas e como resolver
    Retenção de líquido: as principais causas e como resolver
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Não quer fazer festa de 15 anos? Veja dicas de como aproveitar esse momento especial
    Não quer fazer festa de 15 anos? Veja dicas de como aproveitar esse momento especial
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    "Lábio manchado" foi destaque na maquiagem das passarelas e agora é sua vez de apostar nessa tendência. Veja como fazer!
    "Lábio manchado" foi destaque na maquiagem das passarelas e agora é sua vez de apostar nessa tendência. Veja como fazer!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Infecção urinária: o que é e quais são as principais causas?
    Infecção urinária: o que é e quais são as principais causas?
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • Período Menstrual
    O ciclo menstrual pode trazer mudanças no cabelo. Mito ou verdade?
    Cabelo e período menstrual têm relação? De acordo com a dermatologista Ana Carolina Su..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • VOCÊ SABIA?
    Secreção vaginal: 3 coisas que você precisa saber sobre isso
    A secreção vaginal é um fluido natural do corpo feminino produzido pelo colo do útero....
    Secreção vaginal: 3 coisas que você precisa saber sobre isso
  • Menstruação
    Período fértil: como calcular e identificar os sintomas
    O período fértil é o momento do ciclo menstrual em que a mulher tem mais chances de ficar...
    Período fértil: como calcular e identificar os sintomas
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Cólica menstrual: alimentação pode ajudar a reduzir o incômodo
    A cólica menstrual é um dos maiores incômodos das mulheres durante a menstruação. Você...
    Cólica menstrual: alimentação pode ajudar a reduzir o incômodo
  • SEGREDINHOS DE MULHER
    Está de TPM e não quer sair da dieta? 4 receitas gostosas e saudáveis para fazer
    TPM é aquele período que existem dois humores: ou você está super estressada e não...
    Está de TPM e não quer sair da dieta? 4 receitas gostosas e saudáveis para fazer
  • VER TODAS >