Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Anovulação: 7 fatores que podem causar ausência de ovulação no ciclo menstrual

Anovulação: 7 fatores que podem causar ausência de ovulação no ciclo menstrual

A anovulação é caracterizada pela ausência de ovulação no ciclo menstrual da mulher. Geralmente, o quadro de anovulação é desencadeado por alterações hormonais no organismo feminino. Tal desequilíbrio na produção de hormônios, por sua vez, pode ser provocado por inúmeros fatores, como problemas na tireóide, endometriose, Síndrome dos Ovários Policísticos (também conhecida como Síndrome da Anovulação Crônica) e diversos outros transtornos. Sem a fase ovulatória, a menstruação e a fertilidade da mulher também são comprometidas.

 

Para compreender melhor o conceito de anovulação, é preciso entender o que é ovulação e como esta etapa do ciclo reprodutivo acontece. Durante o período de ovulação, o ovário libera um óvulo maduro em direção à tuba uterina a fim de possibilitar a fecundação e, consequentemente, a gravidez. Quando a fertilização não ocorre, este óvulo é expulso pelo corpo junto com o endométrio descamado e forma o sangue menstrual, dando início à menstruação. No caso da anovulação, este processo não acontece. 

 

Veja também: Como saber se estou ovulando? Conheça os principais sinais!

 

É normal apresentar alguns ciclos anovulatórios ao longo da vida, especialmente se tratando de mulheres com o ciclo menstrual curto (com duração inferior a 24 dias) ou prolongado (superior a 35 dias). Nestas circunstâncias, o quadro não é sinônimos de doenças ou complicações de saúde. No entanto, a recorrência dos episódios de anovulação pode ser sinal de algum distúrbio mais grave e deve ser investigada.   

 

“Mulheres que não ovulam tendem a apresentar poucas menstruações por ano. Isso ocorre pela não formação do corpo lúteo, estrutura que regula nosso ciclo menstrual. O corpo lúteo se forma logo após a liberação do folículo dominante, ou seja, logo após a ovulação”, aponta a ginecologista Lívia Migowski, com quem conversamos sobre o assunto. 

 

Síndrome dos Ovários Policísticos e ganho excessivo de peso estão entre as principais causas da anovulação

 

De acordo com a doutora Lívia, a anovulação pode ser originada por diversos fatores. “A obesidade e Síndrome dos Ovários Policísticos lideram as causas de anovulação. Essas duas doenças estão associadas ao aumento da insulina, hormônio que atrapalha diretamente o desenvolvimento e liberação do óvulo pelo ovário”, relata a médica. 

 

“O hipotireoidismo e o aumento da prolactina também estão associados à anovulação, pela interferência que causam na hipófise (glândula mestre do nosso corpo). Por fim, algumas doenças que aumentam os androgênios (testosterona) também podem interferir na ovulação, como ocorre em mulheres com algumas síndromes genéticas, tumores de ovário ou suprarrenal e nas mulheres que usam anabolizantes”, acrescenta. 

 

Veja a seguir 7 causas comuns para o desequilíbrio hormonal e, como consequência, a anovulação:

 

  1. Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP): o desenvolvimento da SOP ou Síndrome da Anovulação Crônica está associado à produção em excesso do hormônio insulina, responsável pelo controle da taxa de glicose no sangue. Este desequilíbrio leva a diversas outras alterações hormonais, incluindo um aumento das substâncias andrógenas (hormônios predominantes nos homens), como a testosterona. Além da ausência de ovulação, os sintomas da condição ainda incluem maior oleosidade da pele, crescimento de pelos pelo corpo, queda de cabelo, ganho de peso, entre outros; 

 

  1. Problemas na tireóide: a tireóide desempenha um papel importantíssimo na regulação do ciclo menstrual. Distúrbios na tireóide podem interferir no funcionamento da hipófise, outra glândula com forte influência no ciclo reprodutivo da mulher. A anovulação é mais frequente quando associada ao hipotireoidismo (queda na produção hormonal da tireóide). Porém, embora seja menos comum, o hipertireoidismo (produção de hormônios em excesso pela tireóide) também pode desencadear o sintoma; 

 

  1. Mulheres muito abaixo ou acima do peso: a obesidade leva à anovulação por sua capacidade de aumentar os níveis de insulina no organismo. Já a perda excessiva de peso interfere no hipotálamo, região ligada ao córtex cerebral responsável por estimular a glândula hipófise e, por fim, os ovários; 

 

  1. Aumento de prolactina: a prolactina é um hormônio secretado pela hipófise cuja principal função é estimular a produção de leite materno após o parto. Entretanto, diversos fatores podem levar ao aumento indevido dos níveis de prolactina no organismo feminino. Como resultado deste comportamento, a produção dos hormônios FSH e LH também sofre alterações e a ovulação da mulher é comprometida. Entre as principais causas para o aumento de prolactina, estão tumores e doenças na hipófise, uso de medicamentos específicos (como antipsicóticos e antidepressivos), estresse, insuficiência renal, entre outros;

 

  1. Endometriose: a doença caracterizada pelo crescimento inadequado do endométrio fora da cavidade uterina é uma das principais causas da anovulação crônica. A endometriose pode provocar a ausência de ovulação devido à formação de tecido cicatricial nos ovários ou nas trompas de Falópio, fazendo com que o processo de liberação do óvulo maduro seja alterado. Além disso, as lesões endometriais também podem elevar a produção de substâncias inflamatórias capazes de interferir negativamente na fase ovulatória;

 

  1. Estresse: problemas emocionais, incluindo o estresse e a ansiedade, podem modificar o funcionamento do hipotálamo e desregular o ciclo menstrual da mulher. Até mesmo questões mais simples, como alterações de sono, têm a capacidade de provocar este efeito. Portanto, invista em atividades relaxantes e benéficas para a sua saúde física e mental, como praticar exercícios físicos com regularidade. 

 

  1. Exercícios físicos intensos: praticar exercícios físicos é uma prática recomendada, porém, deve ser feita com moderação e, de preferência, sob a orientação de um(a) profissional. Atividades físicas muito intensas podem agir no organismo da mesma forma que o estresse: influenciando o funcionamento do hipotálamo e ocasionando a anovulação;

 

Sintomas de anovulação incluem ciclo menstrual desregulado ou até mesmo ausência total de menstruação (amenorreia)

 

Segundo a doutora Lívia, a maior queixa das mulheres que sofrem com a anovulação é a irregularidade menstrual. No caso da Síndrome dos Ovários Policísticos ou Síndrome da Anovulação Crônica, a paciente também pode apresentar acne, aumento de pelos na face e oleosidade na pele. 

 

Para facilitar a visualização destes sinais, confira a seguir os principais sintomas de anovulação:

 

  • Ciclo menstrual desregulado;

  • Saída de uma secreção similar ao leite pelos mamilos;

  • Amenorreia (ausência de menstruação);

  • Aumento de pelos no corpo e no rosto;

  • Maior oleosidade da pele;

 

Para tratar a onovulação, é preciso identificar a causa do transtorno

 

Afinal, existem tratamentos para anovulação? Sim, mas o caminho escolhido pelo(a) médico(a) vai variar de acordo com a origem do problema. “Deve-se procurar o(a) ginecologista para uma investigação adequada”, orienta a profissional. Ainda segundo a especialista, “o tratamento pode ser específico, como tratar os transtornos da tireóide, por exemplo”. Mudanças de hábitos, como perda de peso e atividade física regular, também podem ser recomendadas para o tratamento da anovulação. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Dra. Livia Migowski, ginecologista e obstetra da Perinatal

CRM: 52.90682-4

semprelivre_bottom1_dance_new

  • VOCÊ SABIA?
    Ih, choveu! Veja ideias do que fazer para se divertir com as amigas mesmo dentro de casa
    Tem dias que a gente combina de sair com as amigas, mas a previsão do tempo não colabora..
  • VOCÊ SABIA?
    6 coisas que você precisa saber antes de viajar com seus amigos
    Fazer uma viagem acompanhada de amigos é uma das melhores coisas da vida! Se divertir, pa..
  • VOCÊ SABIA?
    4 coisas que passam pela sua cabeça antes de chegar ao primeiro encontro
    Por mais que a gente seja confiante, o primeiro encontro com o carinha interessante sempre..
  • VOCÊ SABIA?
    Vai passar o dia na praia? Veja o que levar na bolsa!
    No verão, tudo o que a gente mais quer é relaxar, se divertir e ficar com aquele bronzea..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação? Teste seus conhecimentos
    A ovulação e o período fértil são duas fases do ciclo menstrual em que a mulher tem mais...
    Você sabe qual a diferença do período fértil e ovulação?  Teste seus conhecimentos
  • Menstruação
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
    Na maioria das vezes, a menstruação preta é normal e não representa problemas de saúde....
    Menstruação preta: veja por que a menstruação escurece
  • Menstruação
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
    Muitas mulheres ficam em dúvida sobre quantos dias depois de acabar o anticoncepcional...
    Quantos dias depois de acabar o anticoncepcional desce a menstruação? tire 4 dúvidas sobre anticoncepcional hormonal
  • SE CUIDA!
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
    A primeira consulta com o ginecologista é um momento muito importante para esclarecer...
    Primeira consulta com ginecologista: pode ser online?
  • VER TODAS >