Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Adesivo anticoncepcional: entenda como funciona e as vantagens do método transdérmico

Adesivo anticoncepcional: entenda como funciona e as vantagens do método transdérmico

O adesivo anticoncepcional adere à pele e libera continuamente hormônios eficazes na prevenção da gravidez. O transdérmico é parecido com um pequeno curativo e deve ficar em contato direto com a pele para que o estrogênio e a progesterona nele contido entrem na corrente sanguínea e atuem bloqueando a ovulação. Essa forma de contracepção é uma das favoritas entre as mulheres por conta de seu fácil uso: não é preciso lembrar de colocar todos os dias, já que deve ser trocado a cada semana. Se você se interessou pelo adesivo contraceptivo, acompanhe com a gente tudo o que você precisa saber e as principais vantagens do método contraceptivo.

 

Vantagens e desvantagens do adesivo transdérmico

 

A principal vantagem do adesivo anticoncepcional é a fácil manutenção. Não é necessário ter um controle diário, pois ele só precisa ser trocado uma vez por semana. Além disso, o adesivo ainda conta com a vantagem de ser facilmente retirado e colocado, sem precisar do auxílio profissional. O método é muito eficaz e possui poucos efeitos colaterais, que podem ser sentidos ou não pela usuária.

 

Como qualquer outro método contraceptivo, o adesivo transdérmico tem pequenas desvantagens. Embora isso não seja um problema significativo, o adesivo é semelhante a um esparadrapo e, dependendo das suas roupas, pode ficar à mostra. Outro ponto negativo é que ele não possui um efeito tão eficiente em mulheres obesas, sendo necessária a escolha de outro método.

 

Este método também tem efeitos colaterais bem comuns aos dos métodos hormonais, como alteração de peso e riscos raros de trombose e ataques cardíacos. Dor de cabeça, irregularidade no ciclo e escapes também podem acontecer no período de adaptação devido aos hormônios na composição.

 

Adesivo anticoncepcional: como funciona o método?

 

O adesivo anticoncepcional, também chamado de transdérmico, possui os principais hormônios do sistema reprodutor feminino armazenados, o estrogênio e a progesterona. Aos poucos, doses hormonais são liberadas na corrente sanguínea através da pele, chegando no organismo para bloquear a ovulação, ou seja, impedir que o óvulo seja liberado pelos ovários para ser fecundado pelo espermatozóide masculino. Além disso, a combinação hormonal torna a secreção vaginal mais espessa - dificultando a chegada do esperma ao óvulo - e a combinação hormonal tende a afinar a camada externa do útero, o endométrio que serve de “casa” para o embrião após ser fecundado, até que ela se desfaça e dê origem ao fluxo menstrual.

 

O adesivo transdérmico deve ser trocado semanalmente

 

Diferente da pílula anticoncepcional, o adesivo não precisa de uma atenção diária, somente semanal. Uma caixa de transdérmico contém três adesivos. O primeiro deve ser colado na pele exatamente no dia 1 da menstruação com cor viva em uma das seguintes regiões: braço, barriga, costas ou bumbum. Depois de uma semana completa, pode retirar e colar um novo. O local não precisa ser sempre o mesmo, é permitido variar. Após usar os três disponíveis na embalagem, faça uma pausa de uma semana (o intervalo para a chegada da menstruação, assim como a pílula de 21 dias).

 

E se o adesivo descolar da pele?

 

O adesivo anticoncepcional costuma ser bem aderente à pele, sem atrapalhar sua rotina de exercícios físicos e a programação do final de semana com piscina ou praia. As pontinhas do adesivo, no entanto, podem começar a levantar. Se esse for o caso, a única recomendação é ter uma maior cuidado na hora de tirar ou colocar as roupas. Já se o adesivo se soltar por completo, o que é bem raro, você deve analisar a quanto tempo ele está solto. Se esse período for menor que 24 horas, é só recolocá-lo ou, se tiver perdido a aderência, colocar um novo.  Passado mais de um dia, a recomendação é reiniciar seu ciclo colando um novo adesivo, como se fosse o primeiro, e usar um método de barreira, como a camisinha, para complementar a proteção na primeira semana.

 

Quem pode usar esse método contraceptivo?

 

De forma geral, o adesivo anticoncepcional pode ser usada pela maioria das mulheres. Ele não é indicado para aquelas que têm algum tipo de restrição a produtos à base de hormônios combinados, principalmente ao estrogênio. Por apresentar um histórico de trombose, ser fumantes ou ter fatores de risco para problemas vasculares, a mulher com essas restrições deve procurar por outros métodos contraceptivos. Para esses casos, o mais indicado é conhecer as pílulas sem estrogênio. Entre elas, a minipílula é uma boa alternativa: ela contém, em doses baixas, apenas a progesterona.

 

Como é a menstruação de quem usa o adesivo anticoncepcional?

 

A menstruação das pacientes que usam o adesivo anticoncepcional acontece normalmente. Depois da 3º semana com o adesivo, ele é retirado por 7 dias e é justamente nessa pausa que a menstruação desce. Nesse sentido, o funcionamento do adesivo é bem similar ao da pílula. Não esqueça de checar se a sua menstruação está regular para saber se o seu organismo se adaptou bem ao novo contraceptivo. Para isso, basta analisar a duração do sangramento - o normal é que o período menstrual tenha fluxo seja leve a moderado e dure entre 2 a 7 dias.

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Qual é a diferença entre DIU e SIU? Entenda como funcionam os métodos contraceptivos
    Qual é a diferença entre DIU e SIU? Entenda como funcionam os métodos contraceptivos
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Método contraceptivo diafragma: o que é, como funciona e passo a passo para colocá-lo
    Método contraceptivo diafragma: o que é, como funciona e passo a passo para colocá-lo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Existe cura para a tricomoníase? Entenda sintomas e riscos da doença
    Existe cura para a tricomoníase? Entenda sintomas e riscos da doença
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Minipílula anticoncepcional: entenda mais sobre esse método e seus efeitos no corpo
    Minipílula anticoncepcional: entenda mais sobre esse método e seus efeitos no corpo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    O que é DIU de cobre e como usá-lo? Ginecologista responde as principais dúvidas sobre o método contraceptivo
    O que é DIU de cobre e como usá-lo? Ginecologista responde as principais dúvidas sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    O que é libido? Entenda como funciona o desejo sexual
    O que é libido? Entenda como funciona o desejo sexual
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Métodos contraceptivos: conheça diferentes tipos e como funcionam
    Métodos contraceptivos: conheça diferentes tipos e como funcionam
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula anticoncepcional: 10 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    Pílula anticoncepcional: 10 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Pílula anticoncepcional: 4 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    Pílula anticoncepcional: 4 dúvidas que você provavelmente tem sobre o método contraceptivo
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Calculando o período fértil: você está fazendo isso certo? Entenda como funciona
    Calculando o período fértil: você está fazendo isso certo? Entenda como funciona
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    7 dicas para manter o pH vaginal saudável
    O ph da vagina é a medida de acidez da região íntima feminina e o responsável por...
    7 dicas para manter o pH vaginal saudável
  • Menstruação
    4 formas de acabar com a vergonha de menstruar
    Menstruação ainda é um grande tabu para muitas meninas. Desde muito cedo nos fazem...
    4 formas de acabar com a vergonha de menstruar
  • Menstruação
    Absorvente interno: quais são as informações da embalagem de OB que você deve ficar atenta
    Comprar o tamanho do ob errado, confundir as linhas ou embalagens: quem nunca? Como as...
    Absorvente interno: quais são as informações da embalagem de OB que você deve ficar atenta
  • Menstruação
    Como usar OB pela primeira vez? Confira algumas dicas para iniciantes
    Quer saber como usar OB pela primeira vez? Preparamos um guia completo com tudo o que...
    Como usar OB pela primeira vez? Confira algumas dicas para iniciantes
  • VER TODAS >