Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

5 coisas que o seu ciclo menstrual diz sobre você

5 coisas que o seu ciclo menstrual diz sobre você

Você costuma prestar atenção aos sinais que o seu corpo dá durante o ciclo menstrual? Observar o seu ciclo e como o seu corpo se comporta durante as diferentes fases é uma ótima forma de detectar sintomas e sinais que podem passar despercebidos a princípio, mas que têm muito a nos dizer. A partir da observação, é possível perceber alterações e problemas na saúde íntima, e quanto mais cedo for o diagnóstico, maiores as possibilidades de cura e tratamentos. Nós separamos 6 sinais que o seu ciclo menstrual te dá sobre a sua saúde e a importância de sempre estar atenta ao que ele tem a te dizer.

 

1 Cólicas muito intensas podem ser sinais de infecção no endométrio

 

As cólicas até podem parecer um sintoma normal da menstruação, e de fato são bem comuns e podem não indicar nada demais. A cólica nada mais é do que uma dor causada por contrações na parede do útero para colocar a menstruação para fora. Mesmo assim, é importante ficar atenta, principalmente quando as dores são muito intensas e acompanhadas de outros sintomas que podem indicar alguma doença ou irregularidade. 

 

A cólica se divide em dois tipos: as primárias e as secundárias. As cólicas primárias são as mais comuns e acontecem geralmente dias antes da chegada da menstruação ou nos primeiros dias. Elas não são sinais de nada grave, apenas que o seu útero está se contraindo para expelir o endométrio. 

 

A dor que sentimos durante a cólica acontece porque durante esse processo o organismo libera uma substância chamada prostaglandina, que estimula a contração do útero e, quando liberada de forma exagerada, pode causar desconforto e dor. Já as cólicas secundárias não são nada normais e indicam que seu corpo está com algum problema. Além de dores mais intensas e, em muitos casos, insuportáveis, as cólicas secundárias são sintomas de patologias no sistema reprodutor feminino. Os diagnósticos podem ser endometriose, miomas, infecções e doenças no útero.

 

É muito importante que você perceba qual o tipo de cólica tem mais a ver com as que você se sente e sempre procurar um ginecologista para te ajudar no diagnóstico. As cólicas primárias são mais fáceis de tratar, os próprios remédios que inibem a dor já são suficientes e elas melhoram com o tempo. Já as secundárias exigem uma atenção maior e um tratamento mais específico. Fique sempre atenta! 

 

Veja também: 4 mitos sobre a cólica que você não precisa acreditar
 

 

2 Menstruação prolongada é um indicativo de problemas de coagulação e alterações no aspecto do útero

 

O tempo de duração de uma menstruação geralmente é de três a sete dias, com variações de fluxo que podem ser leves, moderados e intensos. Normalmente no primeiro dia o fluxo é menor, aumentando nos dias seguintes e diminuindo nos últimos, indicando que o período menstrual está indo embora. Quando a menstruação persiste por mais dias ou até semanas, é um indicativo de que algo não está certo com o seu ciclo. O prolongamento do sangramento pode estar associado a problemas de coagulação, alterações hormonais, endometriose, pólipos no útero e miomas uterinos. 

 

O fluxo menstrual também  está relacionado à saúde do seu ciclo menstrual. As mulheres podem ter fluxos menstruais leves, moderados e intensos. Mulheres com fluxo intenso, ficam mais dias menstruadas, entre seis a sete dias, mas pode não significar um problema. Na adolescência, por exemplo, é comum que algumas meninas tenham um sangramento maior e até irregularidades da menstruação. Agora, quando a intensidade vem junto com outros sintomas, como cólicas muito fortes, franqueza, queda de pressão e até desmaios, é preciso ficar atenta, principalmente se notar uma mudança repentina no fluxo menstrual. É importante sempre observar quantos dias dura a menstruação e prestar atenção no seu fluxo e estabelecer um padrão. Assim, fica mais fácil de perceber qualquer irregularidade e procurar um especialista para entender o que pode estar acontecendo.

 

 

3 Menstruação com variação de periodicidade pode estar relacionada a alterações hormonais ou doenças

 

O ciclo menstrual começa no primeiro dia da menstruação e dura até a chegada da próxima.  A quantidades de dias de um ciclo pode variar entre 25 a 35 dias, mas a maioria das mulheres têm um ciclo que dura 28 dias. Para saber qual a média de duração do seu, a dica é registrar por três meses seguidos os dias das chegadas. Assim, você consegue descobrir se ele é curto, longo, regular ou irregular e chegar a um padrão de periodicidade. Quando a sua menstruação foge do período normal, atrasa ou chega mais cedo, ou quando o número de dias do seu ciclo varia, pode indicar problemas como alterações e distúrbios hormonais, síndrome do ovário policístico, má adaptação a um método contraceptivo, entre outras. Nesse caso, é necessário procurar ajuda médica que vai te ajudar a chegar a uma conclusão e buscar um tratamento ou solução. 

 

 

4 TPM intensa é sinal de alerta para a saúde física e mental da mulher 


 

Em alguns dias do mês, você sente seus seios mais sensíveis e até doloridos? Sua pele fica super oleosa e com espinhas? Seus sentimentos oscilam de uma hora para outra? Você está passando pelo período de TPM, que acontece mais ou menos dez dias antes da chegada da menstruação e é a fase do seu ciclo menstrual em que as taxas dos hormônios sexuais femininos, progesterona e estrogênio, estão mais baixas. A maioria das mulheres sofre de TPM e a princípio não há nada demais. Mas em algumas pessoas, ela pode ser bem mais intensa e ser considerada um grande problema na vida de quem sofre. Compulsão alimentar, sintomas de ansiedade e depressão, retenção de líquido e ganho de peso são sinais que podem indicar um quadro mais severo. 

 

Outro indicativo de que a sua TPM não é tão normal assim, é que às vezes ela pode nem ser uma TPM. Problemas de tireóide geralmente têm sintomas bem parecidos, mas acabam sendo ignorados justamente  pelos sintomas serem sempre associados a TPM. Por isso, fique atenta para saber se você de fato está passando por essa fase do seu ciclo. 

 

 

5 Escapes menstruais fora do período menstrual podem ser resquícios de menstruação ou alerta sobre alterações no útero

 

Os escapes são sangramentos irregulares que acontecem quando a menstruação já foi embora. Eles podem ser resquícios de menstruação que não saíram antes, um ajuste no organismo, ou até mesmo uso errado de pílula, como dosagem equivocada ou quando a mulher esquece ou erra a hora de tomar a medicação. Mas os escapes podem indicar também doenças sérias, como alterações hormonais, alterações da tireóide, alterações no útero e no colo do útero, miomas e inflamações, principalmente quando acompanhados de sintomas como a cólica ou com uma longa duração. 

 

 

6 Cheiro forte e odor podem indicar infecções na região íntima 

 

O sangue da menstruação não é sujo e não tem mau cheiro. Quando ficamos muito tempo com um absorvente, é comum sentir um odor na hora da troca, que pode ser resultado da reação do sangue com o ambiente externo. Ficar muito tempo com o absorvente também aumenta as chances de infecções e a proliferação de bactérias, que causam mau cheiro na região. 

 

Mas qual o cheiro da menstruação? Bom, como qualquer  sangue, o fluxo menstrual tem um cheiro de ferro. Cheiro forte, ruim, fétido e muito desagradável pode indicar que você precisa trocar de absorvente. O cheiro é uma das principais respostas do organismo a irregularidades e deve ser sinal de alerta. É importante também ficar atenta se o mau cheiro é presente em todos os ciclos ou apenas em momentos isolados. A frequência do mau cheiro, inclusive com o fim da menstruação, pode ser por conta de agentes patológicos específicos que necessitam de tratamentos. Não deixe de procurar seu ginecologista!

 

 

Visita ao ginecologista deve ser feita  pelo menos uma vez por ano 

 

Ir ao ginecologista pelo menos uma vez ao ano é essencial para todas as mulheres, a partir da chegada da menstruação, e principalmente com o início da vida sexual. A frequência depende muito de pessoa para pessoa, mas o ideal é pelo menos uma consulta ao ano, mesmo que você não esteja sentindo nada. Ir ao médico regularmente ajuda na prevenção a doenças e a diagnósticos precoces.  Mas você não precisa esperar uma consulta para saber sobre a sua saúde. Esteja atenta aos sinais do seu corpo e dê atenção quando perceber algo diferente e suspeito. Os cuidados com o nosso corpo e nossa saúde são diários! 

semprelivre_bottom1_dance_new

  • Menstruação
    Posso ir à praia ou piscina menstruada? Saiba como curtir o verão sem neuras!
    Foi para um lugar de praia e ficou menstruada no meio da viagem? Não tem problema! Com a ..
  • Menstruação
    Veja 6 situações do dia a dia que quem sente muita cólica vai se identificar
    “Oi, sumida?!”. Todo mês as cólicas surgem de surpresa, como a mensagem daquele cari..
  • Menstruação
    Qual a diferença entre cobertura suave e seca? Saiba como escolher a ideal para você!
    Quem já se perguntou alguma vez por que existem taaaantas opções de absorventes diferen..
  • Menstruação
    Frescura? Sério? Pensamentos que passam pela sua cabeça quando alguém reclama da sua TPM
    Apesar da tensão pré-menstrual ser um momento só seu, todo mundo adora dar pitacos, né..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Adesivo anticoncepcional: 10 dúvidas sobre o método contraceptivo
    O adesivo anticoncepcional ou patch anticoncepcional é um método contraceptivo hormonal...
    Adesivo anticoncepcional: 10 dúvidas sobre o método contraceptivo
  • SE CUIDA!
    Pode usar pomada vaginal menstruada? Veja quais são os principais cuidados durante o tratamento ginecológico
    Embora boa parte das mulheres já saiba para que serve a pomada vaginal, ainda existem...
    Pode usar pomada vaginal menstruada? Veja quais são os principais cuidados durante o tratamento ginecológico
  • Menstruação
    "Como é o sangue da primeira menstruação?" Tire 8 dúvidas sobre a menarca
    A primeira menstruação (nome científico: menarca) marca o fim da puberdade e o início da...
    "Como é o sangue da primeira menstruação?" Tire 8 dúvidas sobre a menarca
  • SE CUIDA!
    Posso fazer transvaginal menstruada? Tire suas dúvidas sobre o exame ginecológico
    A ultrassonografia transvaginal (ou ultrassom transvaginal) é um exame de imagem usado...
    Posso fazer transvaginal menstruada? Tire suas dúvidas sobre o exame ginecológico
  • VER TODAS >