Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

6 dúvidas sobre candidíase que toda mulher tem

6 dúvidas sobre candidíase que toda mulher tem

A candidíase é uma infecção vaginal muito comum e com grande incidência nas mulheres especialmente no verão, quando a umidade na região íntima aumenta. É provocada pela proliferação de fungos que habitam a flora vaginal e entram em desequilíbrio quando a proteção está enfraquecida. O problema causa sintomas como corrimento branco e espesso, coceira e, em alguns casos, ardor ao urinar. O Só Delas reuniu as 6 principais dúvidas que o público feminino costuma ter sobre a candidíase vaginal.

 

Dúvida 1) O que aumenta a probabilidade de ter candidíase?

 

Alguns fatores podem favorecer o surgimento da candidíase. São os seguintes: 

 

- Usar calça jeans ou legging todo dia;
- Calcinhas de tecido sintético;
- Passar muito tempo com roupa de praia molhada, biquíni ou maiô;
- Uso prolongado de antibiótico;
- Períodos de estresse;
- Imunidade baixa;
- Períodos menstruais;
- Ficar muito tempo com o mesmo absorvente;
- Consumo excessivo de doces;
- Relações sexuais sem camisinha;
- Ficar muito tempo com a calça da academia úmida após os exercícios. 

 

Dúvida 2) Candidíase é uma DST?


A candidíase é uma infecção provocada por um crescimento excessivo de fungos que vivem na flora vaginal. Este problema pode ser manifestado independente da mulher ter ou não uma vida sexualmente ativa. Até mesmo meninas que ainda não iniciaram a vida sexual podem ter a infecção fúngica. A candidíase não é considerada pelos ginecologistas uma DST, porém, isso não exclui o fato de que ela pode ser transmitida por via sexual caso um dos parceiros esteja infecto

 

Dúvida 3) É comum ter candidíase mais de uma vez?

 

A mulher que já teve candidíase uma vez não está imune de uma repetição do quadro infeccioso. Não é possível prever se acontecerá novamente, mas, levando em conta que é uma infecção muito comum, pode acontecer. Mudanças de hábitos na rotina, como o uso intercalado de jeans com vestidos larguinhos e substituição da calcinha de tecido sintético por de algodão são algumas das medidas recomendadas para prevenir o problema. Além disso, é importante manter as consultas ginecológicas e o exame preventivo em dia.  


Veja também: Candidíase vaginal recorrente: como evitar o problema

 

Dúvida 4) Como prevenir a candidíase fúngica?

 

A proliferação dos fungos presentes na flora vaginal pode acontecer por diversos motivos. Alguns cuidados podem ajudar na prevenção. Veja quais são:

 

- Intercalar a calça jeans com peças mais soltas e frescas ao longo da semana;
- Fazer a higiene correta no banho;
- Evitar duchas vaginais que podem comprometer a proteção natural da vagina;
- Levar uma calcinha seca e limpa para trocar ao sair da praia ou da piscina e evitar deixar a área íntima úmida por muito tempo;
- Evitar usar desodorantes vaginais ou outros inibidores de odor perfumados;

- Substituir, se possível, as calcinhas de tecidos sintéticos pelas de algodão;
- Trocar o absorvente com mais frequência quando estiver menstruada;

 

Dúvida 5) Como é o tratamento da candidíase? 

 

O tratamento para a candidíase deve ser feito com pomadas e cremes antifúngicos receitados por um ginecologista, além de mudanças de hábitos associadas, como uma melhor escolha de peças para vestir. Se o problema se tornar frequente, o médico deve investigar com a paciente a possibilidade de estar relacionado com diabetes ou alterações na flora vaginal ainda desconhecidas, pois estes são problemas que facilitam a instalação da infecção fúngica vaginal.

 

Dúvida 6) Devo me privar de relações sexuais durante o tratamento?

 

Para o ginecologista Alexandre Pupo, esta deve ser uma decisão da paciente: “Desde que os sintomas permitam que ela tenha a relação sem dor, a infecção não impede”, diz ele. Do ponto vista ginecológico, é recomendado apenas que o preservativo não seja esquecido, pois, apesar de não ser uma DST, a candidíase pode ser transmitida para o parceiro se houver uma relação desprotegida. 


Saiba mais: Posso ter relação sexual durante o tratamento da candidíase? 


Este conteúdo teve a contribuição do especialista:
Alexandre Pupo Nogueira - g
inecologista e obstetra membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, é também mastologista e Membro Titular do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio Libanês
CRM-SP: 84.414

semprelivre_bottom1_dance_new

  • PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    A primeira ida ao ginecologista gera um certo receio em muitas garotas, mas não há motiv..
  • PRIMEIRA VEZ
    1º dia de aula na faculdade: a blogueira Natalia Salvador contou como encarou o medo e deu dicas de como lidar com essa mudança
    Uma das maiores mudanças do início da nossa vida adulta é a entrada para a universidade..
  • PRIMEIRA VEZ
    5 coisas que ninguém te contou sobre sua primeira menstruação
    A primeira menstruação acontece de forma inesperada, já que, na maioria das vezes a gen..
  • PRIMEIRA VEZ
    Intercâmbio: blogueira Paola Piola conta sobre a 1ª vez que lidou com a independência em outro país
    Fazer intercâmbio é o sonho de muitas adolescentes, principalmente depois dos 18 anos, q..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >