Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

4 motivos para você perder o medo de ir ao ginecologista

4 motivos para você perder o medo de ir ao ginecologista

Um dos grandes problemas e que mais traz prejuízos à saúde feminina é o medo de ir ao ginecologista. Desde a chegada da primeira menstruação, o corpo passa por uma série de mudanças que precisam de orientação e esclarecimento. Consultas regulares geram mais informação sobre assuntos como saúde íntima, doenças ginecológicas e sexualidade, além de permitirem o diagnóstico precoce e fazer a mulher ter mais consciência sobre seu próprio corpo. No entanto, tanto o acompanhamento como os exames ginecológicos ainda são cercados de tabus e constrangimento. Se você se sente desconfortável só de pensar em ir ao ginecologista, nós separamos 4 motivos que para você acabar de vez com a timidez e entender a importância de sempre consultar um profissional.

 

1. Aumentar o conhecimento sobre o seu corpo 

 

A primeira consulta com um ginecologista normalmente costuma ser mais um bate papo, principalmente quando a menina ainda é virgem. Esse momento é muito importante para esclarecer as questões mais importantes sobre saúde intima e para estabelecer uma relação de confiança entre médico e paciente. Quanto mais informação você busca sobre seu corpo, mais você adquire entendimento sobre si mesma. Uma pessoa bem esclarecida dificilmente vai se apegar a mitos que ainda cercam temas como menstruação e sexualidade. Você vai saber porque sente cólicas e quando elas são um mau sinal. Aprender a identificar sintomas que podem sinalizar doenças ou alterações hormonais. Vai conhecer mais sobre todos os processos que acontecem no seu organismo durante o ciclo menstrual. 

 

O ideal é que você pergunte sobre tudo. Questione todos os detalhes, sem medo ou vergonha. E não deixe de informar sobre seus incômodos e compartilhar suas dúvidas. Um bom médico sabe a importância de conversar com seu paciente e omitir informações só vai prejudicar a sua saúde. 

 

2. Diagnosticar possíveis doenças ou complicações com antecedência 

 

O ideal é que cada mulher marque uma consulta com ginecologista a cada seis meses. O médico costuma receitar exames de rotina, que podem ajudar a detectar doenças ginecológicas, como endometriose e câncer de colo de útero, ou apenas confirmar que está tudo bem com a sua saúde. Quanto mais cedo um problema for identificado e mais rápido começar o tratamento,  maiores são as chances de cura. Por isso, mesmo sem sentir nada diferente no seu corpo, respeite o tempo de voltar ao ginecologista e não deixe de fazer nenhum dos exames indicados. 

 

3. Conhecer e tirar dúvidas sobre métodos contraceptivos e DSTs

 

Qualquer mulher pode e deve se consultar com um ginecologista, mas para quem já tem uma vida sexual ativa é fundamental. O exame preventivo e a ultrassonografia transvaginal são dois acompanhamentos que precisam ser feitos pelo menos uma vez por ano, mesmo sem nenhum incômodo ou suspeita. O sexo é uma das principais vias de transmissão de infecções e doenças ginecológicas e a porta de entrada para as DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Você também vai entender melhor sobre os sintomas e como se prevenir. 

 

A escolha do método contraceptivo também deve ser feita com o apoio de um ginecologista. O primeiro passo para começar a fazer uso de algum anticoncepcional é avaliar o histórico médico e familiar da paciente, estilo de vida, entender as condições do seu organismo. Dessa forma, o profissional consegue decidir qual o melhor método contraceptivo para cada pessoa, além de saber o que fazer quando a paciente tem algum tipo de efeito colateral. 

 

4. Tratar irregularidades e alterações no ciclo menstrual

 

A sua menstruação atrasa com frequência? Você sente cólicas muito fortes? Sua TPM é intensa e persiste até os dias do período menstrual? Uma consulta com o ginecologista vai te ajudar descobrir o que pode estar acontecendo, afinal, esses sintomas indicam que alguma coisa não está certa no seu organismo. Uma vez descoberta as causas que geram irregularidades do ciclo menstrual, o  médico consegue a melhor forma de tratamento ou controle. Por isso, procure um especialista para avaliar sintomas, alterações e desregulação da menstruação. Em muitos casos, eles podem ser um indicativo de síndrome do ovário policístico, um distúrbio hormonal que leva ao crescimento de cistos nos ovários e que precisa de tratamento, pois pode aumentar as chances de diabetes, doenças cardiovasculares e até infertilidade. 

 

SL_Arroba_turbante_Semprejunta

Symantic Display

  • Menstruação
    Menstruação
    4 motivos para não deixar de ir à praia só porque você está menstruada
    4 motivos para não deixar de ir à praia só porque você está menstruada
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    Você odeia as segundas-feiras? Veja 4 motivos para você começar a amá-la!
    Você odeia as segundas-feiras? Veja 4 motivos para você começar a amá-la!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Como perder a virgindade com proteção: 4 dicas para colocar em prática
    Como perder a virgindade com proteção: 4 dicas para colocar em prática
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Está de TPM e não quer sair da dieta? 4 receitas gostosas e saudáveis para fazer
    Está de TPM e não quer sair da dieta? 4 receitas gostosas e saudáveis para fazer
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SE CUIDA!
    SE CUIDA!
    Nem toda menstruação atrasada quer dizer que você está grávida. Entenda outras razões para a irregularidade!
    Nem toda menstruação atrasada quer dizer que você está grávida. Entenda outras razões para a irregularidade!
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • SEGREDINHOS DE...
    SEGREDINHOS DE...
    Chegou a época dos vestibulares: confira 4 exercícios de respiração para ficar mais tranquila
    Chegou a época dos vestibulares: confira 4 exercícios de respiração para ficar mais tranquila
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    Halsey, Demi Lovato e Shakira: saiba quais são os shows do segundo semestre em São Paulo que você não pode perder
    Halsey, Demi Lovato e Shakira: saiba quais são os shows do segundo semestre em São Paulo que você não pode perder
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • VOCÊ SABIA?
    VOCÊ SABIA?
    4 youtubers cacheadas que são pura inspiração para você seguir agora
    4 youtubers cacheadas que são pura inspiração para você seguir agora
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    Medo de ir ao ginecologista? Não precisa! Saiba o que esperar de uma primeira consulta
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • PRIMEIRA VEZ
    PRIMEIRA VEZ
    Dor na vagina após a primeira relação sexual é normal? 4 motivos que podem levar ao desconforto
    Dor na vagina após a primeira relação sexual é normal? 4 motivos que podem levar ao desconforto
    icon term
    icon pink
    icon green
    icon blue
  • semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • SE CUIDA!
    Como saber se estou com candidíase?
    A candidíase vaginal acontece quando fungos Candida, que já habitam em pequenas...
    Como saber se estou com candidíase?
  • SE CUIDA!
    É normal ter escape tomando anticoncepcional?
    O escape menstrual é um sangramento fora da menstruação, de intensidade leve e tonalidade...
    É normal ter escape tomando anticoncepcional?
  • SE CUIDA!
    Pílula do dia seguinte: 8 coisas que toda mulher precisa saber sobre o método de emergência
    A pílula do dia seguinte é um método contraceptivo de emergência, que só deve ser...
    Pílula do dia seguinte: 8 coisas que toda mulher precisa saber sobre o método de emergência
  • SE CUIDA!
    Absorvente diário não é igual a protetor diário. Entenda o porquê!
    Algumas mulheres confundem o protetor diário com uma espécie de absorvente pequeno. Mas,...
    Absorvente diário não é igual a protetor diário. Entenda o porquê!
  • VER TODAS >