Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

4 dicas de higiene íntima para mulheres alérgicas

4 dicas de higiene íntima para mulheres alérgicas

Mulheres alérgicas encontram mais dificuldade na hora de comprar produtos para higiene íntima, que deve ser feita diariamente com água corrente e um sabonete íntimo líquido com pH ácido e compatível com o pH da vagina. Esse obstáculo pode acabar prejudicando a limpeza da vulva e, consequentemente, favorecendo o desenvolvimento de doenças e infecções vaginais. Pensando nisso, o Só Delas reuniu 4 dicas para ajudar mulheres com tendência a alergias e irritações a garantir sua higiene e saúde vaginais. Confira!

 

Veja também: Guia da higiene íntima: infográfico mostra o que fazer e o que evitar

 

1. Procure uma avaliação médica

 

Ao notar sintomas como inchaço, vermelhidão, ardência e coceira na vulva após o uso do sabonete íntimo, o primeiro passo é agendar uma consulta com o(a) ginecologista. No consultório, o(a) médico(a) poderá fazer uma avaliação individualizada e confirmar se o quadro realmente corresponde a uma reação alérgica. 

 

Algumas doenças de pele podem gerar lesões na vulva e acabar sendo confundidas com a alergia ao sabonete íntimo. Entre elas, as principais são: 

 

  • Psoríase: é uma doença inflamatória crônica que pode atingir todas as partes do corpo. Suas manifestações incluem placas secas (avermelhadas ou esbranquiçadas), coceira e, às vezes, dor;

  • Dermatite: é um tipo de inflamação na pele que pode causar descamação, bolhas, ardência, vermelhidão e coceira;

  • Líque: é uma doença inflamatória mucocutânea, seus principais sintomas são coceira, ardência, vermelhidão e dor;

 

Sendo assim, não deixe de consultar um(a) especialista para receber o diagnóstico correto e dar início ao tratamento adequado. 

 

2. Certifique-se de que sua alergia é ao sabonete íntimo

 

A alergia na vulva nem sempre é provocada pelo uso do sabonete íntimo feminino. O contato com outros materiais, como o látex da camisinha e até os componentes de alguns esmaltes (que são usados nas mãos e acabam encostando na região íntima na hora da limpeza), também podem desencadear a reação alérgica. 

 

Nestes casos, a sugestão é observar o contexto em que os sintomas da alergia apareceram e investir em camisinhas e esmaltes hipoalergênicos para descartar tais possibilidades. 

 

3. Peça indicação de produto para o(a) ginecologista ou dermatologista

 

Se a sua alergia ao sabonete íntimo líquido for confirmada, o ideal é testar vários produtos para higiene íntima até encontrar um que funcione para você. O dermatologista ou ginecologista podem te ajudar nessa escolha. Na maioria das vezes, a alergia é provocada por um desses componentes: 

 

  • Parabenos;

  • Propilenoglicol;

  • Quaternium 15;

  • Clorexidine;

  • Imidazolidinilureia;

  • Trietalonamina;

  • Irgasan (triclosan);

  • Formaldeído;

  • Colofônio;

  • Colofônio;

  • Tioglicolato de amônio;

  • Perfumes;

 

Sendo assim, anote todos os ingredientes presentes na composição do sabonete que gerou a alergia e, na próxima compra, certifique-se de comprar um sabonete íntimo de marca diferente. As fórmulas variam de produto para produto e, provavelmente, você conseguirá se adaptar a algum específico. 

 

4. Como alternativa, lave a vulva apenas com água corrente

 

Se você preferir não usar um sabonete líquido na região íntima a fim de evitar uma alergia, não tem problema. Nestas circunstâncias, a recomendação do Guia de Higiene Íntima Feminina da FEBRASGO é que a limpeza da vulva seja realizada apenas com água corrente.

 

O movimento das mãos e a ação mecânica da própria água são o suficiente para remover a oleosidade excessiva, secreções vaginais, suor e resíduos de fezes e urina que possam ter acumulado no local ao longo do dia. A temperatura é indiferente, porém, o ideal é evitar a água muito quente. 

 

Veja também: Qual a diferença entre vulva e vagina?

semprelivre_bottom1_dance_new

  • SE CUIDA!
    Lavar a calcinha no box é ruim? Confira dicas para cuidar de suas roupas íntimas!
    Você costuma lavar a calcinha no box e nem sabe se isso faz mal? Então é bom ficar de o..
  • SE CUIDA!
    Conheça 6 hábitos que podem causar corrimento vaginal e você nem sabia
    Você sabe o que causa corrimento vaginal? Alguns costumes da nossa rotina podem ser os pr..
  • SE CUIDA!
    Marcou consulta com o ginecologista? Listamos 6 coisas que você deve saber antes de ir!
    Uma coisa é certa: ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano é fundamental para a..
  • SE CUIDA!
    Você sabe qual é a diferença entre CAREFREE® TodoDia Flexi e CAREFREE® Proteção? Descubra e use os produtos da forma certa!
    Atualmente é comum passarmos o dia todo fora, mas do trabalho até a volta para casa muit..
  • VER TODAS >

    ÚLTIMAS Novidades

  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Quiz
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
    As ISTs são um grupo de infecções que têm como principal via de transmissão o sexo. Elas...
    Você conhece as principais ISTs? Faça o teste e descubra!
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • Menstruação
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
    A cólica é um sintoma que normalmente é associado à chegada da menstruação. No entanto,...
    Sinto cólicas mas minha menstruação não desce. É normal?
  • VER TODAS >