Skip to main content

Header Social Network

SIGA NOSSAS REDES!
Home

Header Right Logoes

INSPIRADO POR:

Menstruação

image_icon_white: 
image_icon_pink: 
image_icon_green: 
image_icon_blue: 

É possível adiantar a vinda da menstruação?

O ciclo menstrual é um processo que ocorre de forma natural, e costuma ter uma duração média de 28 dias. Existem alguns motivos pelos quais se pode desejar alterar o seu funcionamento, atrasando ou fazendo com que a menstruação chegue antecipadamente. Podemos encontrar em alguns sites receitas caseiras de chás que prometem atuar nessa função, mas será que eles realmente funcionam? Ou será que existem outros meios de conseguir adiantar a chegada da menstruação? A ginecologista Andréia Gozzi respondeu essas questões.


 

Conhecendo o seu ciclo é possível saber o dia que sua menstruação irá descer

 

Para saber em que dia a sua menstruação vai descer, é necessário conhecer bem o seu ciclo menstrual. A forma de fazer esse cálculo vai depender se a menina faz uso de anticoncepcional ou não. “Quando se faz uso de anticoncepcional, é normal a menstruação vir 3 a 5 dias após a pausa da pílula”, afirma ela. Já para as mulheres que não fazem uso de hormônios, isso vai depender do funcionamento do ciclo de cada uma. “Ele costuma ter de 21 a 35 dias, com média de 28 dias”, afirma a profissional. Ao calcular quanto tempo dura o seu ciclo, você poderá saber sempre quando a menstruação está para chegar e se prevenir para não ser pega de surpresa.

 

É possível adiantar a vinda da menstruação?

 

Quando se tem alguma festa, uma viagem, ou qualquer outro motivo pelo qual a mulher não gostaria de estar menstruada, a melhor opção segundo a profissional é optar pelo uso da pílula de forma emendada, para não menstruar. Nesse caso, é ideal conversar com seu ginecologista para combinar certinho como isso será feito. “Nunca se deve parar a cartela no meio apenas com este propósito de adiantar a menstruação, pois isso pode influenciar na sua eficácia e causar irregularidade menstrual”, alerta ela.

 

Para aquelas que não fazem o uso de hormônios, infelizmente não é possível adiantar o ciclo menstrual de forma programada. Para que a menstruação ocorra, nesses casos, primeiro é preciso ocorrer a ovulação. “O período menstrual está muito correlacionado com essa fase e ocorre, normalmente, 14 dias após o pico da ovulação”, explica Andréia.

 

Alguns fatores podem influenciar e fazer com que a menstruação desça antes

 

Existem alguns fatores que podem influenciar e fazer com que a menstruação fique desregulada e acabe chegando antes, ou em outros casos atrase. Estresse, atividade física em excesso, síndrome dos ovários policísticos, algumas patologias uterinas como pólipo e miomas são alguns deles. “Eles podem tornar o ciclo irregular e a menstruação vir antes do período esperado”, esclarece a profissional.

 

Chás e receitas caseiras podem ser uma solução?

 

Existem pela Internet muitas receitas caseiras de diversos tipos de chás entre outros produtos que prometem adiantar a vinda da menstruação. Segundo a ginecologista, não existem evidências científicas de produtos naturais que possam interferir no ciclo menstrual de maneira segura. Portanto, não arrisque sua saúde e converse com seu médico caso esteja com alguma dúvida!

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Dra. Andréia Gozzi, ginecologista do Instituto Lerner
CRM: 153790

Quanto tempo a mulher demora a menstruar depois de suspender o anticoncepcional?

A pílula anticoncepcional é um método eficaz na prevenção da gravidez e costuma acompanhar mulheres sexualmente ativas por muitos anos. Depois de um longo período, algumas escolhem interromper o uso da pílula, seja por vontade de engravidar, por alguma indisposição ao uso de hormônios ou simplesmente por não querer mais fazer uso. Ao tomar essa decisão, muitas ficam preocupadas com o tempo que a menstruação vai demorar a descer novamente. Tiramos essa dúvida com uma ginecologista!


Quanto tempo demora para a menstruação voltar ao normal?

 

Muitas mulheres pensam em parar de tomar pílula e ficam em dúvida de quando vão voltar a menstruar depois de suspender o medicamento. Para a ginecologista Andréia Gozzi, isto é muito individual. Há mulheres que já menstruam no primeiro mês após a suspensão, mas a menstruação pode demorar até 6 meses para regularizar. “Durante o uso da pílula, a ovulação está bloqueada, então é perfeitamente normal que leve um tempo para a mulher voltar a ovular e, consequentemente, menstruar”, afirma.

 

Preciso consultar um ginecologista antes de suspender a pílula?

 

Segundo a médica, nunca deve-se parar ou trocar o anticoncepcional por conta própria. O ideal é marcar uma consulta ginecológica para se ter todas as orientações de como parar a pílula, quais os efeitos esperados e como proceder caso a menstruação fique desregulada. Assim, as mudanças serão mais seguras para o seu corpo. Além disso, o ginecologista também pode te apresentar outros métodos contraceptivos, como o DIU (Dispositivo Intrauterino), a injeção anticoncepcional, anel vaginal, diafragma, adesivo anticoncepcional, entre outros. Converse com seu médico!

 

Anticoncepcional pode provocar infertilidade?

 

Este é um medo muito comum entre as mulheres, no entanto, é apenas um mito. O anticoncepcional atua bloqueando a ovulação e tornando o endométrio um ambiente hostil para receber uma gravidez somente durante seu uso. Ao suspender a medicação, o seu ciclo menstrual pode demorar alguns meses para ficar regular novamente, mas a fertilidade voltará ao normal assim que isso for regularizado. Se isso não acontecer, procure seu ginecologista para investigar o que está acontecendo.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:

 

Dra. Andréia Gozzi, ginecologista do Instituto Lerner
CRM: 153790

Chás para melhorar sintomas da TPM

Aquela vontade incontrolável de comer doces, a montanha-russa de humor e o inchaço são alguns dos sintomas mais conhecidos da TPM. Durante essa época do mês, é comum que as garotas percebam mudanças tanto físicas como psicológicas. E, para muitas, esses sintomas podem atrapalhar um pouco a rotina. Nem sempre a solução está em se encher de remédios. Até porque, o uso destes devem ser indicados por um profissional. Por outro lado, existe jeitinho simples e mais natural para melhorá-los. O Só Delas destacou 4 receitas de chás para melhorar a TPM.

 

Por que os chás?

 

Os sintomas da TPM são uma visita já garantida todo mês para muitas mulheres. No entanto, existem maneiras de contornar essas alterações e controlar suas emoções. Para completar, é um jeitinho bem natural, sendo uma alternativa aos analgésicos e anti-inflamatórios. As diversas opções de plantas fazem com tenhamos uma variedade de chás, com propriedades diferentes. Pensando nisso, eles também podem ser a solução que você procura para os dias de tensão pré-menstrual.

 

Confira 5 receitas de chás para apostar na TPM

 

Para você escolher o chá, é importante saber qual sintoma quer contornar. Isto porque, como destacado acima, cada planta ou combinação possui suas propriedades específicas. Veja 4 tipos que trouxemos para você experimentar:

 

1. Valeriana com erva cidreira: essa combinação é uma boa opção para quem possui probleminhas com irritabilidade na TPM. Ambas as plantas são capazes de acalmá-la, o que também traz uma melhora no sono e produção de melatonina (hormônio do sono)

 

2. Amora: se você está procurando um chá mais docinho, pode apostar no de amora. As folhas secas da fruta são ricas em antioxidantes. Assim, quando fervidas, elas conseguem diminuir inflamações, amenizam cólicas e dores na região abdominal. A dica é beber duas xícaras por dia.

 

3. Alfazema e maracujá: quando misturadas, as folhas fervidas ajudam a reduzir sintomas recorrentes da TPM, como aquele baixo-astral, ansiedade e compulsão por comida. Para deixá-lo mais gostoso, adicione um colher de sopa de mel. Pode bebr durante o dia todo.

 

4. Lúcia-Lima: para muitas, o nome dessa planta pode ser um pouco estranho. No entanto, a Lúcia-Lima é característica e nativa aqui da América do Sul. As qualidades antiespasmódicas e anti-inflamatórias do chá são uma ótima opção para a TPM, principalmente por aliviar as dores e cólicas. Duas ou três xícaras por dia, ao longo da semana, já conseguem aliviar os sintomas.

Para quem tem pele sensível, existe um absorvente ideal que evita irritações na região íntima. Confira essa dica!

Quem tem a pele da região íntima sensível muitas vezes se queixa de ficar com a área irritada ao ter contato com alguns materiais utilizados em absorventes, então, fique ligada nas informações que vamos te contar agora. Para esse incômodo não rolar mais, você deve ter cuidado especificamente com uma característica do item de higiene: a cobertura, que nada mais é do que a superfície do absorvente que fica em contato direto com a vulva. Diferente da cobertura seca, a textura suave proporciona um toque mais delicado para esse tipo de pele. Por isso, escolha seu absorvente com atenção! Nós temos um modelo ideal para te apresentar!


 

Conheça o absorvente que vai te proporcionar mais conforto e proteção

 

Existe um absorvente ideal para todas as suas necessidades. SEMPRE LIVRE® Adapt Plus com cobertura suave proporciona conforto e superproteção no período menstrual. Com formato anatômico que se adapta ao seu corpo, ele consegue absorver até 5x mais do que uma mulher com fluxo moderado normalmente precisa. A cobertura suave, ideal para quem tem a pele da região íntima sensível, oferece mais conforto no contato com a pele. Você ainda pode escolher a versão com abas (para melhor fixação na calcinha) ou sem abas.  

 

Confira como usar o absorvente externo

 

Para colocar o absorvente externo não tem mistério nenhum. Mas, se essa é sua primeira vez com ele, não custa nada conferir o passo a passo. Veja a seguir:

 

1) Retire a fita adesiva central do absorvente e das abas.

2) Fixe o absorvente no centro da calcinha, ajustando as abas por baixo da mesma.

3) E pronto! Você está protegida. Só não esqueça de fazer algumas trocas do absorvente ao longo do dia. ;)

 

SEMPRE LIVRE® Adapt Plus Suave está disponível em pacotes com 8 e 32 unidades.

Absorvente interno ou externo: existe algum mais indicado para fluxo menstrual intenso?

Após a primeira menstruação, a menina começa um período de aprendizagem sobre esse momento do mês. Além de entender quanto tempo dura o seu ciclo menstrual, é preciso conhecer bem seu tipo de fluxo, que pode ser leve, moderado ou intenso. Para as garotas do último grupo, sempre surgem muitas dúvidas sobre qual absorvente é o mais ideal por receios de vazamentos. Veja agora as dicas do Só Delas e saiba qual é o modelo mais indicado para você.


 

Modelo externo: sem preocupação com vazamentos

 

É comum você ouvir uma amiga comentar ou até fazer isso também: modificar sua rotina por conta da menstruação. Por estar menstruada, muitas deixam de fazer várias atividades, como ir à academia ou usar determinadas peças de roupa, principalmente quem tem um fluxo intenso. O medo de vazamentos é sempre muito grande, mas você não precisa mais ter esse “pé atrás”. SEMPRE LIVRE® Adapt Plus Noite e Dia possui o dobro de cápsulas de gel comparado com o produto SEMPRE LIVRE ® Adapt, mantendo o fluxo preso no interior do produto e longe da sua pele. Assim, você fica mais protegida contra vazamentos. Além disso, ele se adapta às suas curvas para maior conforto, sem sair do lugar.

 

Pode usar absorvente interno sim!

 

Ao falar sobre absorvente interno, as garotas que possuem fluxo intenso podem não considerá-lo como uma opção. É comum que elas relacionem o item como algo que não vai dar certo para o caso delas. Mas isso não é verdade. O O.B.® Super ProComfort™ é uma opção pensada também para essas meninas. Os canais curvos do absorvente fazem com que o fluxo menstrual seja direcionado para dentro do produto, diminuindo as chances de vazamento e absorvem uma grande quantidade de fluido. Com exclusiva cobertura SilkTouch™, O.B.® desliza mais facilmente na colocação e retirada do produto.

 

Escolha o que te deixa mais confortável e segura

 

Agora a decisão é com você. A dica é ir experimentando os diferentes modelos de absorvente para descobrir aquele que te deixa mais confortável, seja o externo ou interno. Cada uma vai ter o seu favorito, chegou a hora de saber qual é o seu. Além disso, conversar com o ginecologista pode ajudar! O profissional vai orientá-la sobre o uso do produto, verificar como está sua saúde íntima e tirar todas suas dúvidas. Para completar, se você já teve aqueles probleminhas com vazamentos, vale ficar mais atenta à correta colocação do produto ou a frequência de troca. Assim, a menstruação não vai precisar modificar em nada sua rotina.

Saiba como um absorvente com formato anatômico faz diferença no seu período menstrual

Muitas pessoas devem achar que escolher um absorvente deve ser apenas ir ao mercado e comprar o primeiro que ver na prateleira. Mas, nós, que estamos sempre atentas às novidades que podem trazer mais conforto para a vida corrida, sabemos que não é por aí. Escolher o absorvente ideal vai além do básico. Primeiramente é preciso conhecer seu fluxo menstrual para saber quais são suas necessidades no período da menstruação. Com isso, devemos sempre observar as características que os absorventes oferecem.


 

A cobertura, por exemplo, é uma função importante para definir se você prefere um absorvente com textura suave ao toque ou seca para uma absorção mais rápida. Da mesma forma, também devemos priorizar absorventes que possuem um melhor encaixe ao nosso corpo, o que podemos chamar de formato anatômico. Ele é importante para você que faz mil coisas durante o dia: vai ao trabalho, à academia, à faculdade, ao bar encontrar as amigas e precisa de conforto e proteção durante a menstruação para não precisar mudar nada na sua rotina.

 

Conheça o absorvente Sempre Livre Adapt Plus com formato anatômico

 

SEMPRE LIVRE® Adapt Plus é o absorvente ideal para quem preza por um formato anatômico e superproteção. Este modelo se adapta ao formato do seu corpo e proporciona conforto e superproteção! Sabe como? Ele absorve até 5x mais do que uma mulher com fluxo menstrual moderado precisa por até 8 horas de uso. E você ainda pode escolher sem abas ou com abas para melhor fixação na calcinha. A escolha da cobertura também fica por sua conta: com textura suave para mais conforto no contato com a pele ou seca para uma absorção mais rápida.

 

Veja como usar o absorvente anatômico

 

1) Retire a fita adesiva central do absorvente, das abas e da parte de trás do absorvente;

2) Fixe o absorvente no centro da calcinha com a parte mais larga atrás;

3) Ajuste as abas por baixo da calcinha para o absorvente ficar bem fixo.

 

*SEMPRE LIVRE® Adapt Plus Suave Com Abas está disponível em pacotes com 8 e 32 unidades.

O impacto da menstruação na vida de meninas ao redor do mundo

Quando ficamos menstruadas, temos um cuidado maior com a higiene dessa área e devemos ter atenção para lembrar de trocar o absorvente no tempo certo. Além disso, um cuidado com a alimentação nessa fase também podem proporcionar o melhor funcionamento do corpo e ajudar a driblar os incômodos desse período, como a cólica. O impacto da menstruação nas nossas vidas deveria acabar por aí, mas não é bem isso o que acontece! Ao redor do mundo, as consequências desse momento são muitas - e podem ser bem severas.


 

Queda na produtividade e ansiedade marcam período menstrual de meninas pelo mundo

 

De acordo com uma pesquisa realizada pela KYRA Consultoria em parceria com a marca Sempre Livre®, no mundo todo, grande parte das meninas prefere ficar em casa, se sentem menos produtivas e sofrem de ansiedade durante a menstruação. Apesar de as alterações hormonais durante todo o ciclo menstrual trazerem mudanças para o nosso corpo, isso não quer dizer que o período da menstruação precise atrapalhar as nossas vidas. Com o uso de um absorvente adequado para o seu fluxo, não é preciso se sentir ansiosa com possíveis vazamentos. Além disso, evitar que os outros saibam que você está nesse período não deve ser uma preocupação! Para quem sente desconforto ou cólicas, o ginecologista pode recomendar remédios para evitar esse problema.

 

Os tabus tornam esse momento ainda mais complicado

 

Além disso, os tabus sobre o assunto também atrapalham a vida das mulheres. No Brasil, a principal crença é que não se deve andar descalça nesse período. Já na Índia, as meninas dizem não serem permitidas tocar ou ver imagens religiosas e nem visitar templos enquanto menstruam. Molhar as plantas também está fora de cogitação nesse período. Na África do Sul, a maioria dos tabus também está ligado a não andar descalça, não pegar frio e religião. Nas Filipinas, por sua vez, não é permitido tomar banho nos dias de menstruação. E a lista continua… Em cada país existem diferentes mitos e tradições sobre a menstruação, alguns mais fortes do que outros.

 

Por que isso é um problema?

 

Todos esses fatores trazem impactos e prejudicam diversas áreas da vida das meninas pelo mundo. A idade média em que se costuma ter a primeira menstruação é aos 12 anos e, a partir daí, todo mês esse período vai chegar (a não ser durante a gravidez), por isso deve ser encarado da melhor forma possível. Não existe razão para que a menstruação seja vista dessa forma negativa, e o conhecimento é o melhor caminho para mudar isso. É preciso se permitir conversar abertamente sobre o assunto, tirar dúvidas com o ginecologista e buscar encarar esse momento como ele é: um processo natural.

"Não pode tomar sorvete ou andar descalça": veja alguns mitos que meninas de diferentes países ouvem sobre estar menstruada

Existem muitos mitos e superstições envolvendo a menstruação. No Brasil, algumas mulheres acreditam não poder andar descalças ou lavar o cabelo durante esse período. Outro mito relacionado ao tema é o de que a mulher não pode ter relações sexuais menstruada. Essas crenças envolvendo o período menstrual estão presentes não só no nosso país, mas também em outras partes do mundo e foram apresentadas por uma pesquisa da marca Sempre Livre em parceria com a KYRA Pesquisa & Consultoria. Muitos deles já foram abandonados, mas ainda existe quem acredite nessas histórias, que muitas vezes são passadas como tradição de geração em geração. Veja quais são alguns deles!

 

Índia

 

Na Índia, muitas mulheres não entram na cozinha nem se sentam para comer com a família enquanto estão menstruadas, pois acreditam que isso pode azedar os alimentos. Além disso, elas acreditam não poder tocar em imagens religiosas, nem visitar templos durante esse período.

 

Bolívia

 

Nesse país, alguns acreditam que o sangue menstrual pode causar doenças, principalmente o câncer. Por isso, absorventes muitas vezes deixam de ser descartados junto com o lixo comum. Caso estejam fora de casa, as meninas guardam o absorvente usado em saquinhos para jogar fora apenas quando chegar em casa.

 

Nepal

 

Em certas regiões do país, as mulheres são obrigadas a sair de suas casas durante o período menstrual. Por serem consideradas sujas e impuras, elas são expulsas e precisam ir para cabanas construídas por elas, para ficarem durante esse momento. Essa prática existe há mais de 100 anos e é chamada de “chaupadi”, mas vem sendo combatida pelo governo nos últimos anos.

 

Japão

 

Existem lugares em que as mulheres são impedidas até mesmo de exercer seu trabalho por estarem menstruadas. No Japão, há o mito de que mulheres não podem fazer sushis enquanto estão nesse período.

 

Filipinas

 

Em alguns países, os mitos em relação à menstruação envolvem a higiene. A Filipina é um dos lugares no qual grande parte da população feminina acredita não ser indicado tomar banho enquanto estão menstruadas. Algumas meninas também deixam de tomar sorvetes ou bebidas geladas durante esses dias. Dá para imaginar?

 

O impacto na vida das mulheres

 

Muitos desses mitos que estão presentes no mundo todo causam impactos negativos na vida das meninas. A menstruação, que faz parte da nossa rotina todos os meses, é um processo natural e que não deve ser visto como um problema, ou algo que nos impede de seguir nossa vida normalmente. Já passou da hora de essas crenças serem deixadas para trás, e desse momento passar a ser visto como algo normal, pelo qual toda mulher passa. Caso esteja em dúvida sobre alguma recomendação envolvendo o período menstrual, a melhor pessoa para tirar suas dúvidas é sua ginecologista. Não deixe que mitos como esses atrapalhem sua saúde e bem-estar.

 

Vazamentos: como lidar com uma das maiores preocupações da mulher em dias de menstruação?

É comum que algumas meninas tenham problemas com vazamento da menstruação, em especial nos primeiros anos após a menarca, quando ainda não está tão familiarizada com o volume do seu fluxo (que pode variar bastante de um mês para o outro). Por isso, nós preparamos algumas dicas para tornar seu período menstrual um momento mais tranquilo para você.


 

Conheça melhor o seu fluxo

 

Quem nunca teve aquela sensação de que está descendo uma avalanche menstrual e quando vai ao banheiro se depara apenas com um borrão do fluxo no absorvente? Isso é normal, todas nós já passamos por isso. Desta forma, é muito importante que você tenha conhecimento sobre as características da sua menstruação. Passe a observar como é seu fluxo todo mês, da quantidade até à variação de cor. Repare também quantas trocas de absorvente você faz ao dia e como ele está quando você faz a troca, isso ajudará a definir se seu fluxo é moderado ou intenso.

 

Escolher um absorvente ideal para o seu fluxo

 

Um dos fatos mais comuns que provocam o vazamento da menstruação é escolher o absorvente errado. Hoje em dia podemos contar com uma boa variedade de absorventes externos ou internos, com características que atendem a todos os fluxos. Se seu fluxo é moderado, um absorvente tradicional pode ser o suficiente para você. Agora, se seu fluxo é intenso e você sofre com vazamentos constantes, talvez este absorvente não seja ideal. Procure um com maior capacidade de absorção, que possa ser utilizado durante o dia e à noite.

 

Escolher o absorvente externo ideal para você não é só uma questão de tamanho. É legal também observar a maneira como ele se adapta ao seu corpo. Por isso, vale a pena testar mais de uma versão, como os absorventes anatômicos ou flexíveis, com ou sem abas, cobertura seca ou suave.

 

Trocar absorventes mais vezes

 

Muitas vezes esquecemos de trocar o absorvente e ficamos horas utilizando o mesmo. Essa prática é uma das principais causas da menstruação acabar vazando na calcinha ou na calça. Para evitar que isso aconteça, que tal dar mais atenção ao seu período menstrual e fazer trocas mais frequentes? Assim você mantém a higiene e se sente mais confortável durante todo o seu dia.

Você entende e conhece seu ciclo menstrual? Veja a importância disso para sua saúde e bem-estar

Uma pesquisa realizada pela KYRA Consultoria, em parceria com a marca Sempre Livre®, revelou que em média 75% das mulheres no mundo se consideram informadas sobre menstruação. Apesar de ser um número bem alto, mostra que a situação ainda pode melhorar! E você, entende e conhece bem o seu ciclo menstrual? Entenda como isso é importante para sua saúde, e pode tornar sua vida mais confortável!

 

Por que é importante conhecer o ciclo menstrual?

 

Segundo a pesquisa, a maior parte das mulheres afirma conhecer o seu ciclo, e uma boa parte teve aulas sobre menstruação na escola. Mas afinal, por que é tão importante conhecer o seu ciclo menstrual? Entender melhor como ele funciona é fundamental para saber porque acontecem as mudanças no corpo durante o mês. Em alguns momentos podemos nos sentir mais cansadas, mais dispostas e até ter variações de humor, e tudo isso pode ter relação com nossas mudanças hormonais. Além disso, ao conhecer bem o nosso ciclo nos tornamos capazes de identificar mais rapidamente caso esteja acontecendo algo errado, e procurar um profissional. Saber quando a menstruação vai chegar também é um benefício, até porque ninguém merece ser pega de surpresa!

 

Conheça as fases do seu ciclo e saiba o que acontece no seu corpo

 

A primeira coisa que você deve procurar calcular é o tempo de duração do seu ciclo. Ele costuma durar entre 25 a 31 dias, mas para a maioria das mulheres o tempo regular é de 28 dias. Nesse tempo, ocorrem três fases diferentes. A primeira, é a fase folicular, que começa no primeiro dia de menstruação. No início, é normal sentir mais cólicas, porque os níveis de estrogênio se encontram baixos, mas esse sintoma vai sumindo e o humor vai melhorando com o passar dos dias. Ela costuma durar entre 12 a 14 dias.

 

Depois, vem a fase ovulatória, também conhecida como período fértil, e dura por volta de 6 dias. Nela, o estrogênio e a testosterona estão em alta, e você se sente mais animada e com a libido em alta. Em um ciclo que dura 28 dias, a ovulação costuma acontecer no 14º dia. Por último, a fase lútea é quando a progesterona entra em ação. Ela dura 14 dias, e quanto mais perto da menstruação chegar, mais é possível sentir os sintomas da conhecida TPM. Inchaço, cansaço e variações de humor podem ser bem comuns.

 

Converse e tire dúvidas com um ginecologista

 

Como o corpo de cada mulher funciona de acordo com suas particularidades, as regras não são exatas para todas. Por isso, é importante calcular quanto tempo dura o seu ciclo, quantos dias costuma durar a sua menstruação e saber a intensidade do seu fluxo… Existem alguns aplicativos, hoje em dia, que podem ajudar nesse controle. Todos esses fatores podem trazer informações importantes para a sua saúde, e devem ser conversados com o ginecologista.


Ainda segundo a pesquisa, a maioria das meninas no mundo tira as dúvidas sobre menstruação, tanto de questões emocionais quanto de aspectos funcionais, apenas com as mães. A existência desse diálogo é ótima, mas é importante também que um profissional seja inserido nesse debate, por isso,  consulte o seu regularmente. Além disso, conversar abertamente com as amigas sobre o assunto pode trazer novas visões e até mesmo nos fazer perceber se existe algo fora do comum.

Pages

Latest News

  • Esportes que são a cara do verão! Prepare-se para novas experiências nessa temporada
    Dias ensolarados, altas temperaturas e horário de verão. Para completar, ainda temos os...
  • A água salgada "corta" a menstruação quando entramos no mar?
    A relação entre menstruação e praia gera dúvidas em muitas mulheres. É claro que não há...
  • Estou com um corrimento marrom: o que pode ser e como devo tratar?
    Secreção vaginal ou corrimento? Eis a questão que deixa muitas meninas com dúvidas. Para...
  • Posso engravidar se eu tomar o anticoncepcional atrasado?
    Eita! Passou a hora de tomar a pílula anticoncepcional e você nem percebeu. “Se eu tiver...
  • Transpiração na região íntima: como conter o desconforto?
    Sim. Transpiração na vagina é algo completamente natural e todas têm! O suor na região...
  • Desvendamos 5 mitos sobre menstruação no verão!
    Quer aproveitar o verão ao máximo, mas está preocupada com os dias de menstruação? Pode...
  • Posso entrar na água de absorvente interno? Consultamos uma ginecologista para saber!
    Você não precisa deixar de aproveitar seu dia de sol porque está menstruada. A solução da...
  • Com que frequência você troca o sutiã? Veja cuidados importantes durante o verão para...
    Para muitas meninas, o sutiã é uma peça de uso diário. Por mais discreto que seja, ele é...
  • SEMPRE LIVRE® Adapt Plus se adapta ao seu corpo e te deixa mais segura e confortável na...
    Já se foi o tempo em que a menstruação era vista como algo negativo na vida das mulheres...
  • 5 frases de mulheres extraordinárias para inspirar um pouco o seu dia
    Empoderamento feminino, autoestima, sororidade... Esses são alguns dos termos mais...
  • Pílula combinada: saiba mais sobre seus benefícios e quem deve usá-la
    Blim, blim! É 9 horas da noite e toca o alarme: “Hora de tomar a pílula”, pensa a menina...